O medo de assalto é tanto que motoristas de aplicativo de transporte estão pedindo aos passageiros que consideram em atitudes suspeitas que levantem as camisas para mostrar que não estão armados. O procedimento de segurança é adotado por Thiago Marco da Silva, de 33 anos, que trabalha com dois aplicativos. Mas, na madrugada desta quarta-feira (7), a tática dele não deu certo.

Por volta das 4h da madrugada, Thiago foi rendido e ameaçado por dois adolescentes, de 16 e 17 anos, armados com uma faca. O crime foi no bairro Ressaca, em Contagem, na região metropolitana de BH, como conta a vítima.

“Dois rapazes chamaram no aplicativo e fui atender. Eles estavam parados na porta de uma casa. Suspeitei dos dois e pedi para que levantassem a blusa. Não vi arma, não vi faca, e acabei levando eles para uma corrida. Chegando em um determinado lugar, eles disseram que iriam ficar atrás de uns prédios perto do Shopping Contagem. O que estava no banco de trás pegou uma faca de cortar pão e colocou no meu pescoço”, relatou a vítima.

Continua após a publicidade

Thiago conta que pediu aos ladrões que ficassem tranquilos, que aquela era a segunda viagem dele e que passaria todo o dinheiro. “Quando saí do carro, o passageiro que estava na frente passou para o banco do motorista, aproveitei o momento e dei um murro no rosto de um deles, que ficou meio grogue. Consegui pegar o meu telefone e sair do carro. Eles arrancaram o carro e eu liguei para a polícia. Em questão de meia hora, a PM me procurou já falando que tinha recuperado o meu carro e que os indivíduos estavam presos”, conta o motorista.

O soldado Alcimar Júnior, do 18º Batalhão da PM, conta que foram acionados para um roubo e que ladrões teriam levado um Ford Ka de um motorista de aplicativo. “Disseram que os criminosos tinham fugido com o carro em alta velocidade”, conta o PM. “Deparamos com o veículo no bairro Ressaca e fizemos o acompanhamento visual. Fizemos o cerco e bloqueio e conseguimos fazer a abordagem e apreender os menores”, informou o soldado.

De acordo com o militar, os menores já têm passagens pela polícia e já são conhecidos da polícia na região do bairro Ressaca. “Eles têm esse modus operandi, de solicitar a viagem de aplicativo e subtrair o veículo. Os dois são contumazes no consumo de drogas na região”, informou o militar, que entregou os menores na Delegacia de Plantão de Contagem. Os adolescentes não quiseram falar com a reportagem.

Fonte: O Tempo


Comments are closed.