Com a aproximação da páscoa, que em 2018, acontece no dia 1º de abril, a indústria dos chocolates já está mais do que preparada para atender a demanda dos ovos de chocolate, objeto de desejo de muitas crianças e adultos, e as parreiras de supermercados já estão cheias. No entanto, o setor já aguarda um ano considerado atípico.

São dois motivos que levam a indústria a do chocolate a pregar cautela para 2018: o primeiro é que como a Páscoa caíra em 1º de abril, muitas pessoas ainda não terão recebidos seus salários. E o segundo é que o mercado optou pro trabalhar com o tradicional ao invés de apostar em inovações e novidades.

Continua após a publicidade

“É uma data importante pra indústria do chocolate e comércio, em geral. E pras pessoas, já que é uma data religiosa. Então, os produtos esse ano estão mais focados em manter a tradição do que inovar e criar produtos novos. A indústria detectou que o melhor é manter o bom, barato e tradicional”, explicou o empresário Guto Braga.

E os próprios comerciantes que serão responsáveis pela comercialização dos ovos de chocolate não pensam diferente. A expectativa é que as vendas cresçam pouco, se comparado com os números do ano passado. Mas tudo irá depender bastante dos dias que antecedem o feriado, por conta do costume brasileiro de deixar as coisas para a última hora.

“Creio que na última semana, as vendas vão aumentar, com certeza. Como todo ano, (as pessoas) deixam pra última hora, procurando um pouco de preço diferenciado, um pouquinho de promoção. É aquilo que a empresa busca fazer realmente pra atrair o consumidor na última semana”, explicou o gerente de supermercado Modesto de Oliveira.

Informações: Carlos Vilela


Comments are closed.