Um trabalhador da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) campus Santa Mônica foi agredido ao sair do trabalho na última sexta-feira, 2 de março. Carlos Alberto Oliveira da Conceição, de 58 anos, é português e atua como jardineiro na universidade. Ele teve um desentendimento no trabalho por motivo banal, por causa da sua sacola com objetos pessoais.

Ele revela que tem costume de guardar o tênis dentro de uma sacola no armário. Mas a encontrou jogada no chão e a do colega agressor no lugar.

Quando saiu para ir embora, o colega estava do lado de fora com outro homem e eles o agrediram com um soco no olho e um chute. Carlos foi levado por testemunhas até a UAI Tibery.

Continua após a publicidade

Ele acredita que a maior motivação seja xenofobia – desconfiança ou antipatia por pessoas estranhas ao meio daquele que as ajuíza, ou pelo que é incomum ou vem de fora do país.

O jardineiro disse à nossa equipe que nunca esperava este tipo de atitude e registrou um boletim de ocorrência contra um colega de trabalho por agressão. No documento ele revela que é constantemente discriminado por ser português.

Ele mora há sete anos no Brasil, para a mulher fazer um tratamento contra um câncer incurável.

Em nota, a Universidade Federal de Uberlândia informou que, com relação ao registro de ocorrência envolvendo funcionário de empresa terceirizada, está apurando as informações e reitera que repudia veementemente todas as situações de violência.

 

Carlos Vilela


Comments are closed.