Cruzeiro lançou oficialmente, em evento no Mineirão, o novo uniforme desenvolvido pela Umbro Fonte: Tiago Mattar/Superesportes

O Cruzeiro mostrou ao seu torcedor nessa terça-feira o novo uniforme para 2018. O lançamento oficial, porém, aconteceu nesta quarta, na preliminar do jogo diante da URT, pelo Campeonato Mineiro. A camisa foi exposta na ativação do clube em parceria com a Umbro, fornecedora de material esportivo, durante o já tradicional ‘Aquece Mineirão’. O evento é realizado na Esplanada do Gigante da Pampulha antes dos duelos da Raposa dentro de casa.

Em uma grande tenda, os torcedores puderam posar na frente de um fundo verde – o chroma key. A fotografia gerada era projetada em dois telões ao lado que já tinham a imagem de jogadores do Cruzeiro (Henrique, Arrascaeta, Thiago Neves, Fred e Fábio) vestindo o novo uniforme. Assim, o torcedor recebia o registro como se estivesse na foto oficial de divulgação da camisa. Na loja do clube, ao lado da tenda, o novo material foi vendido por R$ 199,90 (feminina FAN), R$ 249,90 (masculina FAN), R$ 289,90 (GAME sem número) e R$ 299,90 (GAME com número).

Continua após a publicidade

O novo uniforme já é comercializado pelas lojas oficiais do Cruzeiro desde às 12h desta quarta-feira. No Barro Preto, torcedores formaram filas para adquirir o modelo. Além do novo design, a camisa foi apresentada com outra novidade. O clube aproveitou o atraso na renovação de contrato com a Caixa para distribuir ao varejo um primeiro lote da camisa sem patrocínio máster, diferente do que será utilizado pelos jogadores. Essa é a primeira criação da Umbro no clube que não terá uma marca exposta no lugar mais nobre da camisa.

A expectativa do Cruzeiro é que a comercialização do uniforme bata recorde em 2018. A última camisa sem patrocínio máster foi produzida pela Penalty e utilizada em 2015, na disputa da Copa Libertadores daquele ano. Na época, a Raposa havia deixado de ser parceira do Banco BMG e buscava no mercado uma nova empresa interessada em estampar sua marca no espaço. Foi justamente nesse período que atingiu venda recorde de camisas (120 mil modelos em dois meses), arrecadando mais de R$4,5 milhões com royalties.

Superesportes


Comments are closed.