Belo Horizonte já registrou mais de 100 ocorrências por causa da Chuva na capital somente nesta sexta-feira (9). Foram 109 registros até esta tarde, entre os estragos estão desabamento e risco de desabamento de muro de arrimo, deslizamentos de encostas, infiltrações  e quedas de árvores. Apesar dos estragos, ninguém ficou ferido e não há desabrigados.

Um muro de arrimo, de aproximadamente dez metros de altura de uma mansão no bairro São Bento, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, desabou parcialmente.

De acordo com o proprietário da residência, Salvatore Luce, de 70 anos, o desabamento lateral, pela rua Abel Araújo, ocorreu por volta de 7h50. “Eu estava saindo para  o trabalho quando ouvi a terra deslizando e logo após veio o barulho mais ensurdecedor, que foi a queda dos pilares”, contou o médico.

Continua após a publicidade

No momento do desabamento, ele estava com a família dentro do imóvel e ninguém ficou ferido. Parte da quadra de esportes  da residência cedeu. Ainda segundo o idoso, o muro foi construído há cerca de 30 anos, e não houve em data anterior nenhum tipo de problema. “Moramos aqui há 23 anos e nada tinha acontecido. Foi um susto”, afirmou.

Onze bombeiros em cinco viaturas estiveram no local e isolaram a área, uma vez que a terra tomou conta da via. Além dos militares, dois cães farejadores do Corpo de Bombeiros estiveram no local.”Quando chegamos ao local, ninguém relatou vítimas soterradas ou carros. Mesmo sem esse relato, nós passamos o cão para que ele descarte com uma margem de 90% que não há ninguém debaixo dos escombros e terra. Ele descartando essa margem, já deixa de ser um trabalho de resgate para um trabalho de prevenção”, afirmou o tenente Leonard Farah.

De acordo com o militar, devido ao deslizamento de terra e o aparecimento de rachaduras em outras partes do muro que cedeu, foi orientado aos vizinhos da frente e do lado que deixassem suas residências.

“A princípio, a estrutura da casa não foi atingida. No entanto, ainda há risco de que outras partes do muro caia.  É difícil dizer o real motivo do desabamento, mas o fato é que tem cerca de quatro dias que não para de chover em Belo Horizonte e esse acúmulo de chuva é que, provavelmente, causou esse colapso estrutural”, afirmou o tenente.

Uma equipe da Defesa Civil fez  vistoria no imóvel e notificou que o morador apresente um plano de ação para mitigação dos riscos, laudo de estabilidade do restante do muro e que providencie remoção dos entulhos.

Ainda conforme o órgão, a rua Abel Araújo foi totalmente interditada. Já a avenida Professor Sylvio Vasconcelos, que faz cruzamento com a via, foi parcialmente fechada. Uma equipe da BHTrans foi acionada para sinalização das vias e possíveis desvios.

 


Comments are closed.