Homem estupra três sobrinhas e o sogro doente em Betim

A Polícia Civil apresentou nesta sexta-feira (9), na Delegacia Regional de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, Diocleciano Vieira Camara, 58, acusado de estuprar quatro familiares, sendo três sobrinhas – uma delas com deficiência mental – e o próprio sogro, de 75 anos, que em decorrência de um AVC estava acamado, sem falar e sem enxergar.

De acordo com as investigações, os abusos já aconteciam há muitos anos, mas a primeira denúncia foi feita em 2010, pela mãe da jovem com deficiência mental. Na época, a família descobriu que a violência sexual já ocorria há cerca de um mês e, por isso, os exames de corpo delito não puderam comprovar nada.

Magazine Brasil Líbano Dia dos Pais

Só em 2017 que o caso foi retomado, quando os familiares desconfiaram que o homem estava abusando do sogro durante o banho e constataram diversos hematomas nas partes íntimas do idoso – que, inclusive, já faleceu. Foi então que as sobrinhas do acusado, que foram violentadas na infância e na adolescência, se revoltaram e decidiram denunciar o tio.

De acordo com a delegada Ariadne Elloise Coelho, a prisão preventiva de Dioclesiano aconteceu essa semana, em uma casa, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. “Um homem que tem a capacidade de se aproveitar de pessoas tão vulneráveis deve ser mantido preso, porque, provavelmente, ele fez outras vítimas e, infelizmente, se isso aconteceu, nós pedimos que essas outras vítimas procurem a polícia para que a justiça seja feita”, afirma.

CCAA Capinópolis

O acusado nega todos os crimes, mas, se condenado, ele pode pegar pelo menos trinta anos de prisão.

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis