Dois homens morreram e um terceiro está internado em estado grave no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII. Os três são vítimas de disparos de armas de fogo na tarde desse domingo (16), na rua Curió, na Vila Cemig, região do Barreiro, em Belo Horizonte.

Segundo a Polícia Militar (PM), Elias Felício Costa, de 34 anos, e Ilry Kelvim Santos de Araújo, 17, foram atingidos na cabeça e não resistiram. O cabeleireiro Marcos da Silva Hermenegildo, 25, é a vítima que sobreviveu ao tiroteio. Entretanto, ele está entre a vida e a morte depois de ser alvo de três tiros: um na boca, um na região do abdômen – que perfurou o estômago e o fígado dele – e outro de raspão na perna.

Segundo a mulher de Hermenegildo, a recepcionista Paloma Fernanda da Silva, de 25 anos, o marido estava saindo de casa, onde trabalha como cabeleireiro, por volta de 16h30, quando foi surpreendido pelos disparos. A família diz não ter ideia da motivação do crime e desconhece os suspeitos. Até o momento ninguém foi preso.

Continua após a publicidade

“A gente não sabe de nada, o que aconteceu ou por que fizeram isso. A gente não conhece os autores dos disparos, foi tudo muito rápido. O Marcos é uma pessoa extremamente querida, amiga de todo mundo. Foi uma coisa que a gente não esperava acontecer, porque ele é uma pessoa muito tranquila, não tem envolvimento com tráfico de drogas, nem problema com ninguém”, garante Paloma, que só ficou sabendo da situação quando ele já estava internado no hospital. “Parentes mais próximos socorreram ele e o levaram para o hospital. Só fiquei sabendo por mensagem e fui logo para o hospital”, disse.

Os familiares contaram a Paloma que no momento do crime Marcos estava conversando na rua com os dois homens que foram assassinados. “Era um domingo de tarde supertranquilo, com várias outras pessoas na rua também, foi um susto para todo mundo, ninguém esperava essa abordagem do jeito que foi. Os autores já se aproximaram efetuando os disparos”, afirma a mulher. De acordo com ela, as vítimas que morreram são conhecidos do cabeleireiro, que moram na mesma rua.

A Polícia Civil informou que uma equipe de investigadores está na rua na manhã desta segunda-feira (12) para esclarecer o crime. A corporação não vai dar mais informações no momento para não atrapalhar a investigação.


Comments are closed.