Vinícius Júnior marcou duas vezes diante do Emelec Fonte: AFP PHOTO / RODRIGO BUENDIA

Se o desempenho fora de casa foi o grande vilão do Flamengo na Copa Libertadores em 2017, desta vez, a equipe começou bem diferente o torneio. Nessa quarta-feira (14/3), em Guayaquil, o time rubro-negro começou atrás do Emelec e parecia que acumularia mais uma derrota como visitante. Este ano, entretanto, a equipe tem Vinicius Junior. O garoto de 17 anos, já vendido ao Real Madrid, precisou de 15 minutos em campo para marcar dois belos gols e selar a vitória por 2 x 1.

O talento do jovem atacante fez o Flamengo recuperar os pontos perdidos com o empate da estreia diante do River Plate, em casa. E o triunfo poderia ter sido ainda mais tranquilo, não fossem as inúmeras chances perdidas por Henrique Dourado, em noite para ser esquecida. Mesmo assim, o Flamengo chegou a quatro pontos e lidera o Grupo D, deixando Emelec, River Plate e Independiente Santa Fe — que ainda se enfrentam na rodada — com um. Na próxima rodada, o time recebe o Santa Fe, em 18 de abril, mas antes volta as atenções para a Taça Rio, pela qual encara a Portuguesa no domingo.

Continua após a publicidade

Embalado pela pressão da torcida, o Emelec foi para cima desde o início, mas não assustou o Flamengo, que respondeu prontamente. Logo aos seis minutos, Diego tentou o lançamento para Éverton Ribeiro na área, mas Guagua cortou com a mão. O árbitro ignorou o lance e marcou escanteio. Durante toda a partida, o time carioca levou mais perigo, até que, aos 19 do segundo, tempo, Quiñonez lançou Angulo. Ele dominou com estilo e bateu para marcar.

Imediatamente, Carpegiani colocou Vinicius Junior na vaga do — mais uma vez — inoperante Éverton Ribeiro. E deu certo. Na primeira bola que pegou, o atacante mostrou-se afobado e errou. Mas, na segunda, exibiu todo o talento para passar por dois marcadores, cortar Mejía e finalizar firme, sem chances para Dreer. Tudo igual, aos 32 minutos. Aos 39, de novo ele. Após longo lançamento para o campo de ataque, o garoto tocou para Diego, que só ajeitou de volta. Ele, então, emendou de primeira, mesmo de esquerda, e selou o resultado.

Superesportes


Comments are closed.