Após desfalcar o Santos em três jogos, Gabigol volta a atuar na equipe do técnico Jair Ventura Fonte: Ivan Storti/Santos

Há quatro jogos sem vencer, o Santos tem a chance de espantar a má fase em partida decisiva contra o Nacional-URU nesta quinta-feira, às 19h15 (de Brasília), no Pacaembu, pela segunda rodada da Libertadores. Após derrota para o Real Garcilaso na estreia, o Peixe precisa dos três pontos. Os uruguaios empataram com o Estudiantes-ARG por 0 a 0 na primeira rodada.

O alvinegro conta com o time titular descansado e bem treinado para a decisão. Os principais jogadores não atuaram na derrota por 3 a 1 para o São Bento e trabalharam no domingo, segunda, terça e quarta. Tempo suficiente para atividades táticas e aprimoramento de bolas paradas.

Continua após a publicidade

Não há dúvidas para a escalação do técnico Jair Ventura: na lateral, Jean Mota ainda é o escolhido, com Dodô como opção. Renato, barrado, dá lugar a Léo Cittadini. Na frente, Rodrygo ganha a disputa com Arthur Gomes e Copete. Victor Ferraz e Bruno Henrique seguem no departamento médico.

“O Jair vem testando alguns jogadores. Ele usou quase todos do elenco. Isso é importante, mas chegou o momento de voltar a vencer. Estamos preparados e descansados para o jogo no Pacaembu”, disse o volante Alison.

O Nacional-URU, vice-líder do Campeonato Uruguaio, um ponto atrás do Peñarol, tem Fucile, ex-Santos, como desfalque. No ataque, há a dúvida entre Bergessio e Fernández.

A expectativa do Peixe e da imprensa uruguaia é que o Nacional venha recuado para o Pacaembu, explorando o contra-ataque. O time joga no esquema tático 4-4-2, variando para o 4-4-1-1, com o experiente Viúdez, ex-Milan, como armador. O alvinegro terá que ter paciência para rodar a bola e encontrar espaços na forte defesa uruguaia.

FICHA TÉCNICA

Santos x Nacional

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)

Data: 15 de março de 2018, domingo

Horário: 19h15 (de Brasília)

Árbitro: Ulises Mereles (PAR)

Assistentes: Dario Gaona e Carlos Cáceres (PAR)

SANTOS: Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Alison; Eduardo Sasha, Léo Cittadini, Vecchio e Rodrygo; Gabigol

Técnico: Jair Ventura

NACIONAL: Conde, Peruzzi, Corujo, Arismendí e Polenta; Romero, Oliva, Zunino e De Pena; Viúdez; Fernandez (Bergessio)

Técnico: Martín Lasarte

Superesportes


Comments are closed.