Uma manada de elefantes bem diferenciados invadiu Belo Horizonte nesta quinta-feira (15) . É que a Elephant Parade BH 2018, que traz uma manada de esculturas do animal, chegou à cidade e vai ficar até o dia 15 de maio. Os elefantes são pintados por grandes artistas brasileiros e artistas locais convidados. Um dos pontos onde haverá a exposição e intervenções artísticas é no Pátio Savassi, região Centro-Sul da capital.

“A manada traz consigo um movimento relevante para a cidade. Serão feitas pinturas ao vivo, promovendo interação com os artistas. Após a produção, mais de 30 elefantes serão espalhados pela cidade, gerando sorrisos e atraindo olhares e câmeras dos visitantes do shopping. Para que isso seja possível, a Elephant Parade conta com o apoio de grandes marcas que patrocinam e apoiam o evento”, informa o projeto.

A Elephant Parade acontece em várias cidades de todo mundo. Em Belo Horizonte serão 42 elefantes, a maioria deles no Pátio Savassi, que vai contar com 30 obras, sendo 25 na área interna do shopping e cinco na área externa. O restante da manada cultural ficará espalhada pelas farmácias Araújo da cidade, na praça da Liberdade e na praça da Savassi.

Continua após a publicidade

Veja onde você pode visitar os elefantes:

Pátio Savassi
Avenida do contorno 6061
30 elefantes

Praça da Liberdade
5 elefantes

Praça da Savassi
2 elefantes

Lojas Araújo
5 elefantes

Exposição ajuda projetos de preservação dos elefantes

No final das exposições nas cidades pelo mundo, os elefantes são leiloados e parte do dinheiro arrecadado é destinado a projetos de preservação dos elefantes. “Os elefantes asiáticos e africanos estão em perigo. A perda de habitat natural, comércio de marfim e os conflitos entre humanos e elefantes são os maiores problemas que os ameçam. São 33 mil elefantes africanos mortos a cada ano principalmente pela caça furtiva”, informam os organizadores da Elephant Parade em seu site oficial.

A exposição apoia 11 projetos que cuidam da vida dos elefantes em oito países, através de recursos financeiros, materiais e assistência técnica. “Há menos de 50.000 elefantes asiáticos no mundo. Nos últimos 100 anos, o seu habitat foi reduzido em 95% e sua população diminuiu em 70%. Muitas plantas e animais dependem dos elefantes para viverem”, escrevem os organizadores da Elephant Parade em seu site.

História

A exposição surgiu em 2006 e foi fundada por por pai e filho. Marc e Mike Spits estavam em férias na Tailândia, quando Marc conheceu uma bebê elefante chamado Mosha, que havia perdido sua perna depois de pisar numa mina terrestre. Comovidos com a situação os dois resolveram criar a exposição.

No ano seguinte, em 2007, foi realizada em Roterdã, na Holanda, a primeira parada. O local onde Mosha morava foi uma das primeiras organizações a receber contribuições geradas pelo evento e até hoje continua a receber fundos para cuidar da mascote da Elephant Parade.

 


Comments are closed.