A Procuradoria Geral do Município está ajuizando uma ação para remoção das famílias, no entorno da BR-356,  nos casos em que as notificações não forem de imediato acatadas. As famílias precisam deixar as casas por causa de um afundamento de solo e risco de queda de um muro próximo ao Morro do Papagaio, região Centro-Sul de Belo Horizonte.

De acordo com a prefeitura, na manhã desta quinta (15),  técnico da Urbel estão pedindo a retirada imediata de 18 famílias do local. No total, foram 22 famílias afetadas, mas três já saíram das suas casas. Um cadastro está sendo feito para que os desalojados recebam auxílio moradia até que o problema seja resolvido.

O Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DEER) informou nesta quinta que a saída das famílias é fundamental para que os trabalhos sejam realizados no local. Segundo o DEER, ainda não há previsão para a liberação da via, que tem duas faixas interditadas, no sentido Rio de Janeiro.

Continua após a publicidade

Por meio de nota, o DEER informou que os trabalhos de sondagem da rodovia tiveram início nesta quarta. “A sondagem será intensificada durante os próximos dias, para agilizar a conclusão dos estudos que irão balizar a elaboração do projeto de engenharia, definindo o tipo de intervenção necessária ao reforço estrutural”, informou o DEER.

Ainda de acordo com o órgão, em paralelo ao serviço de sondagem, é executado também o serviço de novos drenos, com o objetivo de aliviar o possível acúmulo de água no terreno. 


Comments are closed.