Grande parte do canal de captação da Estação de Tratamento de Água de Capim Branco, do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae), já está concluída. Além do dispositivo que está sendo erguido às margens da represa de Capim Branco, no rio Araguari, está em construção a sala de máquinas e a subestação de geração de energia. Esta é uma das frentes de trabalho do canteiro de obras.  A primeira etapa está prevista para entrar em funcionamento no ano que vem e vai abastecer junto aos atuais sistemas, 1,5 milhão de pessoas.

O canal de captação terá dois andares. O primeiro, já concluído, foi edificado abaixo do nível da represa, uma operação complexa que exigiu a construção de uma ensecadeira para permitir o trabalho dos operários em segurança. Nesta semana está sendo realizadotambém a cobertura da sala de máquinas e iniciada a fundação da subestação de energia, responsável pela geração de eletricidade para mover as bombas que vão captar a água na represa e mandar para a estação de tratamento, localizada a 5 km de distância no sentido represa-cidade.

Outras frentes

Continua após a publicidade

Há outras duas frentes de trabalho que continuam executando serviços no canteiro de obras. Uma delas na atua na estação de tratamento localizada próximo à Tenda do Moreno e outra na construção da adutora de água tratada, que nesta semanaestá próximo ao bairro Ipanema.

Obra

A obra do Sistema de Captação e Tratamento de Água Capim Branco, construída às margens do rio Araguari, foi projetada na última gestão do prefeito Odelmo Leão (2012) e vai permitir, após a conclusão de sua 1ª etapa (prevista para 2019), o abastecimento de água para aproximadamente 500 mil habitantes. Interligada às estações já existentes – Sucupira e Bom Jardim – garantirá abastecimento a 1,5 milhão de pessoas. O investimento nesta etapa é de R$ 300 milhões.

Prefeitura de Uberlândia


Comments are closed.