Um vídeo feito por familiar de paciente internada no Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU) super lotação na medicina de Uberlândia. Um descaso com a saúde, paciente com câncer nos corredores do hospital.

As imagens feitas pela câmera do celular de um acompanhante mostram a condição em que estão alguns pacientes, sendo atendidos em macas nos corredores do Pronto-Socorro da UFU. A justificativa é a superlotação.

Indignado com a situação destes pacientes, mas em especial da esposa, que sofre com um câncer de mama, o decidiu gravar o vídeo. Alessandro Novais conversou com a nossa reportagem e disse que além de sofrer com o quadro de saúde da esposa Edilene Ferreira Ribeiro Novais, que é submetida a sessões de quimioterapia, se vê de mãos atadas, porque o casal tem três filhos pequenos, uma de 9 anos, deficiente, uma de 4 anos e um bebê de 1 ano.

Continua após a publicidade

“Eles falam que paciente oncológico não pode ficar no corredor, tem que ficar isolado, mas tiraram ela do isolado. Lembrando que ela está na terceira sessão de quimioterapia e, quem faz quimioterapia a imunidade abaixa, que é pra evitar locais com muita aglomeração de pessoas. E ela foi colocada no corredor, sendo sujeita a contrair uma doença mais grave  vir a óbito”, disse.

Em nota, a direção do Hospital de Clínicas informou que o isolamento de pacientes é um critério médico, baseado em evidências científicas. “Informamos que a paciente Edilene Ferreira Ribeiro Novais, de acordo com a avaliação das equipes de clínica médica e da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar não tem indicação para ficar em isolamento.”

Edilene também desabafou, dizendo que, se não precisa de isolamento, e somente tomar antibiótico uma vez por dia, como estaria sendo feito segundo ela, conseguiria fazer em casa, para estar próxima dos filhos.

Por causa de uma febre, a paciente, de 32 anos, ainda não sabe quando vai reencontrar os filhos.

Léo Carvalho

 


Comments are closed.