Técnico Roger Machado não negou a possibilidade de relacionar Gustavo Scarpa para a próxima partida Fonte: César Greco/Palmeiras

O técnico do Palmeiras, Roger Machado, disse nesta sexta-feira que conta com o meia Gustavo Scarpa, envolvido em impasse jurídico com o Fluminense e que na quinta teve a liminar que o permitiu deixar o clube carioca derrubada pela Justiça do Rio. O treinador deve relacionar o atleta para o duelo deste sábado contra o Novorizontino.

“O jurídico tem passado a situação para a comissão técnica que, até uma segunda ordem, o atleta tem condição de jogo. É a forma que estamos lidando. Quero contar com ele até uma segunda atualização jurídica do caso”, afirmou o treinador, em coletiva de imprensa na Academia de Futebol.

Continua após a publicidade

Perguntado se Scarpa poderia ser titular diante do Novorizontino, neste sábado, pela partida de ida das quartas de final do Campeonato Paulista, o treinador disse que não, mas não negou a possibilidade de relacionar o atleta. “Nesse momento, o titular ainda é o Willian de um lado, Dudu do outro. Sem dúvida nenhuma, ele se credencia, pelo que vem fazendo, a uma das posições do time. Mas nada que na cabeça do treinador não possa mudar de um momento para outro.”

Roger descarta, no momento, a chance de oferecer atletas no caso de o Palmeiras precisar negociar com o Fluminense a permanência de Scarpa. O time carioca estuda a possibilidade de pedir o retorno do meia. O lado paulista ainda não foi oficialmente notificado da nova decisão do Tribunal Regional do Trabalho do Rio.

“Nesse momento, não passa pela minha cabeça”, disse o treinador. “Hoje, o Scarpa está liberado para jogar com a gente. Se acontecer algo diferente, a gente passa a pensar em outra direção. Neste momento, não há espaço para isso.”

Sobre as quartas de final, o treinador diz não ver a melhor campanha do Palmeiras no torneio como decisiva para a definição da vaga na semi diante do time de Novo Horizonte. “A melhor campanha serve, nesse momento, para que a gente tenha a possibilidade de jogar o segundo jogo em casa. Somente isso. As melhores equipes que estão nessa fase são as que se credenciaram para estar aqui. Importante ter concentração máxima.”

Roger destacou que o adversário do Palmeiras é o terceiro melhor time da primeira fase. Uma “parada dura”, em sua avaliação. “É um time forte ofensivamente, dentro de casa sabe fazer um jogo dentro da característica, jogo de força, velocidade na frente, jogador forte na área. Parada dura. Temos de entrar concentrados, dar 110%, como tenho dito, e acreditar que nossa qualidade e eficiência vão decidir ao nosso favor.”

Superesportes


Comments are closed.