Minas Gerais apresentou, mais uma vez, aumento no registro de mortes por febre amarela, segundo boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. Ao mesmo tempo, o Ministério da Saúde decidiu nesta terça-feira (20) recomendar vacinação contra febre amarela em todo Brasil.

Apesar do surto da doença, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse agora pouco em coletiva de imprensa em Brasília, que a medida de ampliar a recomendação da vacina é “precaução” e não emergência. “É um desafio e vamos fazer por precaução”,  disse.

O ministro afirmou ainda que as mortes estão proporcionais no mesmo nível do ano passado. “Mortalidade permanece proporcional. A mortalidade se mantém a mesma, na ordem de 33%. Consideramos que a população exposta este ano é maior que no ano passado. É o mesmo problema do ano passado, que não queremos ter ano que vem”, afirmou.

Continua após a publicidade

Dados de Minas

No Estado mineiro, 137 pessoas morreram em decorrência da doença. Os dados são de julho de 2017 até essa segunda-feira (19). Em uma semana, são quatro novos óbitos registrados e 396 casos de febre amarela.

São quatro regiões em Minas com mortes pela doença: Grande BH, Central, Zona da Mata e Sul. Mariana, na região Central, continua a liderar com maior número de casos de febre amarela. A cidade registrou, até o momento, 34 casos. Em uma semana, dois novos casos foram confirmados no município. Sete pessoas já morreram em Mariana.

Em Juiz de Fora, na Zona da Mata, a Saúde registrou 33 casos, o que coloca a cidade em segundo lugar nos números de febre amarela. Em Juiz de Fora, sete pessoas perderam a vida.

Na região Metropolitana de Belo Horizonte, Nova Lima aparece com 31 casos de febre amarela. A cidade da Grande BH continua, ao lado de Barão dos Cocais, na região Central, com o maior número de mortes: oito em cada município.

Vacinação

A cobertura vacinal em Minas Gerais, segundo a Secretaria de Saúde, está em 90,5%. Pelo menos 1,9 milhão de pessoas ainda precisam se vacinar para evitar a febre amarela em todo Estado mineiro. Entre os 853 municípios do Estado, 24,03% (205) deles não alcançaram 80% de cobertura vacina.


Comments are closed.