Um casal de Uberlândia entrou numa fria ao cair na conversa de um homem e no que pode ser o mais novo golpe do mercado. Eles foram enganados por uma pessoa que se passou por motorista de aplicativo Uber. O casal comprou o carro recentemente e dividiu em 36 meses. O carnê está em dia. As parcelas são de R$ 694, valor muito alto para quem ficou sem o carro.

Como o veículo estava parado na garagem, o casal resolveu alugar para o motorista de um aplicativo. O contrato foi feito em cartório, mas já no primeiro mês o pagamento não veio no valor integral. Na cobrança, a negociação tomou outro rumo.

José Ribamar Oliveira Santos foi até a casa do suspeito Rafael de Oliveira Santos exigir o pagamento. Com a negativa, ele quis o carro de volta, mas o suspeito acelerou o veículo e fugiu.

O caso foi registrado na Polícia Militar (PM) como apropriação indébita. As vítimas foram ouvidas na delegacia e o processo já está na justiça com audiência marcada para 12 de abril no Juizado Especial de Uberlândia.

CCAA Capinópolis

Antes de todo este processo, José Ribamar tentou um acordo amigável com o locatário, que até postou fotos com o carro nas redes sociais. No post ele agradecia a Deus por mais um dia.

O casal tem várias conversas pelo WhatsApp tentando reaver o carro. Rafael diz que está no Maranhão e aguarda pagamento de R$ 500 e mais a gasolina do retorno para Uberlândia, para devolver o automóvel. Em uma das conversas, Rafael afirma que tinha 10 dias após o vencimento da primeira, de seis parcelas, para efetuar o pagamento de R$ 1.136.

O caso já foi registrado na Polícia Militar e Civil.

Fonte: Portal V9