A 7ª edição da Feira do Agronegócio de Minas Gerais (Femec) foi oficialmente aberta na manhã desta terça-feira (20), no Parque de Exposições do Camaru, em Uberlândia. O evento, que é realizado pelo Sindicato Rural de Uberlândia com o suporte da Prefeitura de Uberlândia, segue até a próxima sexta-feira (23) com a proposta de atrair produtores com oportunidades para aquisição de equipamentos a preços e condições de financiamentos iguais às encontradas nas principais feiras do Brasil.

Em números, a Femec mostra que está em franco crescimento e a expectativa é que essa evolução seja mantida. De 2012 até o ano passado, a quantidade de expositores aumentou 135%. Além disso, o público saltou de 6,8 mil para 52 mil visitantes e o faturamento, que começou em R$ 70 milhões, atingiu R$ 219 milhões em 2017. “A Femec é crescente e, mesmo com todas as crises que o Brasil passou, comprova a força do agronegócio. Expositores, empresários, produtores, órgãos de fomento, financiamento e pesquisa são responsáveis por ter tornado esta feira voltada ao agronegócio a maior de Minas Gerais”, afirmou o prefeito Odelmo Leão, que participou da solenidade de abertura da edição 2018 da feira.

Fomento ao agronegócio

Continua após a publicidade

Até o dia 23, o Camaru terá exposição e comercialização de máquinas e implementos agrícolas dos maiores e mais modernos fabricantes do setor. As principais instituições financeiras também estarão no local para negociações e oferecer variadas linhas de crédito rural disponíveis no mercado.

“A Femec está estrategicamente posicionada nesta data, que é o melhor momento de compra para os produtores agropecuários. Além do foco na comercialização de produtos e serviços, a Femec também promove a capacitação de produtores rurais, trabalhadores e técnicos do setor” explicou o presidente do Sindicato Rural de Uberlândia, Gustavo GalassiGargalhone.

Fonte sustentável

Durante a abertura da edição, Gustavo Galassi apresentou um estudo realizado pela Embrapa e validado pela Nasa (Agência Nacional Aeronáutica e Espacial dos Estados Unidos) sobre a agricultura no Brasil. Dados apontam que o Brasil é o maior produtor e preservador do mundo. “Só plantamos 7,8% do nosso território enquanto alguns países da Europa utilizam de 80% a 90%. No Brasil, temos dois terços do nosso território preservado O que eles plantam lá, nós preservamos aqui”, observou.

Novo Agro na Femec

Parceira na realização da Feira de Agronegócios de Minas Gerais, a Prefeitura de Uberlândia levou ao seu estande do parque de exposições um pouco sobre os programas recentes do Município. Lançado no ano passado, o Novo Agro está na Femec para apresentar os cinco pilares que compõem o programa: Agroindústria de Pequeno Porte, Agroecologia, Piscicultura, Turismo Rural e Gastronomia.

O intuito do Novo Agro, conduzido pelas secretarias municipais Agropecuária, Abastecimento e Distritos e de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo, é transformar atuações já existentes no campo em atividades comerciais de alta sustentabilidade. O programa também visa à regularização de atividades para desenvolver o comércio de produtos locais, como no caso da agroindústria de pequeno porte.

“Está à mostra uma barraca modelo desenvolvida pela prefeitura que será emprestada aos produtores interessados em levar seus produtos a feiras e espaços públicos, como o Mercado Municipal. Também apresentamos na Femec os produtos provenientes do campo que passam pelo Serviço de Inspeção Municipal e são comercializados com toda a segurança alimentar no mercado”, comentou a secretária municipal de Agropecuária, Abastecimento e Distritos, Walkíria Naves.

Dentro da Femec, também será realizado o Faca e Fogo, evento específico elaborado para quem lida diretamente com a gastronomia rural na cidade. A intenção, no dia 22, é valorizar ainda os pratos tipicamente uberlandenses. “Temos planejado as nossas diretrizes no intuito de trabalhar toda a cadeia econômica da produção rural”, frisou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo, Dilson Dalpiaz.

Prefeitura de Uberlândia


Comments are closed.