O Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro de Uberaba informou no início da tarde desta quarta-feira (21) que as mortes de quatros bebês na instituição não foram provocadas  por contaminação pela bactéria KPC.

Por meio de nota, a assessoria do hospital afirmou que foi possível chegar a essa conclusão após o resultado dos exames realizados a partir de amostras sanguíneas. Ainda conforme o hospital, “as hemoculturas coletadas nos quatro bebês apresentaram crescimento da bactéria Enterobacter cloacae multissensível, que não é uma bactéria multirresistente”.

Dois recém-nascidos dos 18 que estão na unidade também apresentaram a bactéria e estão recebendo tratamento para a infecção. O hospital, que tem 20 leitos da  UTI Neonatal, investiga a fonte da contaminação.

Continua após a publicidade

O Hospital de Clínicas segue com a decisão de não receber novos pacientes na UTI Neonatal, por enquanto, por  uma medida interna de precaução.


Comments are closed.