Clientes compram toda mercadoria de ambulante e impedem confisco em Montes Claros

Um vendedor ambulante se emocionou ao ter toda sua mercadoria comprada por moradores de Montes Claros, no Norte de Minas Gerais, para evitar que fiscais da prefeitura recolhessem os salgados e sucos que ele vendia.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, desde essa quinta-feira (22), é possível ver uma multidão comprando a mercadoria do ambulante Leonardo Ferreira Soares, de 43 anos, que chora enquanto recebe o dinheiro.

Desempregado a quatro anos, o ambulante conta que atualmente tira seu sustento da venda dos sucos e salgados.

“Eu estou passando uma barra muito grande e vou para a rua vender salgados e suco. Ontem eu sai para fazer o dinheiro do gás e também comprar alguma coisa para minha casa, porque não tinha nada para comer”, lamentou Leonardo.

Todos os dias ele vai para a praça Doutor Carlos, no centro da cidade e realiza seu trabalho, mas ontem ele foi surpreendido pelos fiscais da prefeitura.

O ambulante conta que quando viu que teria a mercadoria apreendida ele começou a distribuir os sucos e salgados para as pessoas na praça. No entanto, os populares começaram a pagar pelos produtos e compraram tudo que ele tinha levado para a rua impedindo que os fiscais levassem a mercadoria.

Veja os vídeos:

Vejam o aconteceu hoje no centro de Montes Claros, a população tá de parabéns comprou a toda mercadoria e não deixou…

Publicado por Wagner Rogerio em Quarta-feira, 21 de março de 2018

Emoção

“Eu fiquei muito emocionado. Nunca tinha passado por isso. Juntaram cerca de 80 pessoas e elas começaram a colocar dinheiro no meu jaleco. Eu não conseguia reagir eu só chorava. Foi um ato muito bonito. Eu fiquei muito agradecido”, declara Leonardo.

Ontem o vendedor tinha saído de casa com 60 sucos e 50 salgados. Os sucos e os salgados são vendidos a R$ 2, porém ele disse que nesta quinta ele lucrou um pouco mais, já que algumas pessoas não quiseram nem troco quando derem para ele o dinheiro da mercadoria.

Segundo ele, com o dinheiro já foi possível comprar o gás e alguns alimentos para ele e a esposa que também está desempregada. O casal não tem filhos.

O que diz a prefeitura

Por meio de nota a Prefeitura de Montes Claros informou que  teve como objetivo fazer cumprir o código de posturas do município, uma vez que o centro da cidade é composto por ruas e calçadas estreitas.

Sendo assim essas vias não comportam a utilização de carrinhos que prejudicam o tráfego de veículos e colocam em risco a vida dos pedestres, principalmente idosos e crianças.

A operação teve participação da Receita Federal e da Polícia Militar e o alvo principal  foram os comerciantes que negociam produtos provenientes de contrabando, irregulares, e ainda aqueles que vendem frutas e verduras de grandes produtores, que chegam às ruas sem fiscalização.

Fonte: O TEMPO

Fim de semana deve ser sem chuvas em Belo Horizonte e região

Bebê fica ferido durante incêndio em apartamento