Um grupo de mães se reuniu, neste domingo (25), para fazer um ato de amamentação coletiva no Boulevard Shopping, no bairro Santa Efigênia, região Leste de Belo Horizonte. O evento foi um protesto depois que a professora de artes Raquel Araújo, 37, foi impedida por um funcionário do estabelecimento de amamentar o filho no espaço.

No sábado (24), Raquel estava com os filhos gêmeos e se dirigiu ao espaço família para amamentar. Como o espaço estava cheio, ela foi até a central de atendimento ao cliente, onde havia alguns bancos  mas um funcionário disse a ela que não poderia dar de mamar ao filho naquele local.

“Ele falou que não poderia amamentar porque ali havia outras pessoas. Engraçado, porque tem outras pessoas quer dizer que elas vão se ofender com o meu peito?”, contou. Depois disso ela procurou um local isolado para amamentar o filho.

Continua após a publicidade

Raquel fez o relato do que aconteceu nas redes sociais e recebeu o apoio de outras mulheres que foram, neste domingo, ao shopping realizar o protesto. Cerca de 20 mulheres foram até  a praça de alimentação do mall, onde fizeram a amamentação coletiva.

O Boulevard Shopping informou que não há qualquer restrição ao amamento no estabelecimento e que está procurando identificar qual funcionário teve esse posicionamento. Durante o ato de amamentação, não houve nenhuma abordagem de trabalhadores do shopping


Comments are closed.