Foram reabertos nesta segunda-feira (26) os 11 parques públicos de Nova Lima que estavam fechados preventivamente desde janeiro devido ao surto de febre amarela registrado no município.

De acordo com a prefeitura, a reabertura se tornou possível por causa do baixo risco de transmissão da doença após a intensificação da vacinação, realização de bota-fora, campanhas educativas, aplicação de fumacê nas áreas de maior incidência e visitação em residências e comércios para verificação e tratamento de possíveis criadouros do mosquito.

“Embora os riscos tenham diminuído, é importante que as pessoas sigam as orientações. Os visitantes devem estar imunizados há, no mínimo, 10 dias de antecedência, sem esquecer de continuar usando repelentes. O mosquito se reproduz em condições mais adequadas durante o verão, mas mesmo nas demais estações do ano, precisamos continuar em alerta”, declarou o secretário municipal de Saúde, José Roberto Lintz Machado.

Continua após a publicidade

O secretário municipal de Meio Ambiente, Danilo Vieira, explica que ao seguir as orientações de prevenção, os usuários poderão usufruir plenamente dos espaços de lazer disponíveis na cidade.

“Instalamos placas de orientação nas entradas dos parques a fim de ressaltar a importância da proteção e prevenção. Seguindo essas medidas de segurança, o público poderá aproveitar a estrutura oferecida em nossos parques”, disse Vieira.

O balanço deste ano em Nova Lima registra mais de 17 mil pessoas vacinadas e 74 toneladas de materiais inservíveis recolhidos, segundo a prefeitura.

Os 11 parques reabertos são: Parque Rego dos Carrapatos, Serra da Calçada, Serra do Souza, Morro do Elefante, Morro do Pires, Banqueta Rego Grande, Estação Ecológica Fechos, CEA – AngloGold, CPEA – Vale, Mata do Jambreiro e RPPN – Vale dos Cristais.


Comments are closed.