Uma notícia que animou os trabalhadores do falido Grupo João Lyra em fevereiro deste ano, deve ser consolidada em Abril de 2018. A Massa Falida da Laginha Agro Industrial S/A., deve dar início aos pagamentos aos credores trabalhista.

As Usina Vale do Paranaíba Triálcool, instaladas em Capinópolis e Canápolis, respectivamente, foram leiloadas no fim de 2017. A goiana CRV Industrial arrematou a Vale do Paranaíba por R$ 206.358,000,00 (Duzentos e Seis Milhões, Trezentos e Cinquenta e Oito Mil Reais). A Triálcool foi arrematada na 2ª praça do leilão pela Companhia Mineira de Açúcar e Álcool (CMAA) por R$ 133.826.220,00 (Cento e Trinta e Três Milhões, Oitocentos e Vinte e Seis Mil, Duzentos e Vinte Reais).

Até o dia 13 de março, conforme publicado pelo Tudo Em Dia, 3.570 credores não apresentaram documentação comprobatória e cerca de 6.150 certidões de crédito estão repetidas e deverão ser analisadas para verificar se trata-se de duplicidade.

Continua após a publicidade

Os juízes responsáveis pelo processo de falência da Laginha Agroindustrial, Leandro Folly, José Eduardo Nobre, Marcella Pontes e Phillippe Alcântara, divulgaram nota de esclarecimento, no dia 13 de março, conforme publicação do Tudo Em Dia, na qual reafirmam que o cronograma para consolidação da lista de credores está sendo cumprido e será concluído na segunda quinzena de abril.

 

Leia tudo que foi publicado sobre o caso de falência do Grupo João Lyrapelo Tudo Em Dia.

 

Trabalhadores devem atualizar dados para receber da ‘Massa Falida’ da Laginha; Saiba mais

Massa Falida da Laginha deve consolidar lista de credores em Abril


Comments are closed.