Fonte: Fellipe Duarte/Reprodução TV Vitoriosa

Nesses três primeiros meses de 2018, a Polícia Militar (PM) já registrou seis casos de uso e tráfico de drogas dentro do Campus Santa Mônica da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Esses são os mesmos números de ocorrências registradas no local em todo o ano de 2017, o que fez a média crescer cerca de quatro vezes. O Tenente Gabriel Bernardes acredita que esse aumento ocorreu por conta da maior participação de alunos, professores e funcionários em denunciar novos casos dentro do Campus Santa Mônica.

Continua após a publicidade

Ainda de acordo com a PM, maconha, cocaína e LSD foram os entorpecentes mais apreendidos dentro do local. E um desses seis casos registrados chamou bastante a atenção dos policiais: um aluno foi flagrado vendendo drogas para um professor da instituição.

A presença da Polícia Militar nos campi da UFU é alvo de críticas e questionamentos de muitas pessoas que frequentam os locais. Mas de qualquer forma, o Tenente Gabriel reforça a presença da PM dentro das instituições de ensino.

“Fazemos reuniões frequentes com o prefeito da UFU, chefes de logística, chefes de segurança. A gente tem feito esse estreitamento, compartilhado as informações. O pessoal tem feito um bom trabalho”, explicou o militar.

Em nota, a UFU reforçou que por conta de uma sentença federal, assinada em 2016, a PM pode realizar patrulhamento em seus campi rotineiramente e que a instituição está tomando novas medidas para aumentar a segurança de seus campi.

Confira a nota na íntegra abaixo:

A Universidade Federal de Uberlândia (UFU) informa que, de acordo com a sentença judicial assinada pelo juiz federal Lincoln Rodrigues de Faria em 22 de setembro de 2016, a Polícia Militar de Minas Gerais (PM/MG) realiza rotineiramente o policiamento ostensivo dentro dos campi Santa Mônica e Umuarama, em Uberlândia. Outras medidas de segurança adotadas pela universidade envolvem a implantação de sistema de vigilância, que já opera em caráter experimental, aplicativo móvel de segurança, campanhas educativas e o aumento do efetivo da equipe de vigilância interna da UFU.

Informações: Vinícius Lemos


Comments are closed.