Fonte: Léo Carvalho/Reprodução TV Vitoriosa

Sete pessoas foram presas, em duas ocorrências distintas, por tráfico de drogas nos Bairros Guarani e Morumbi, na noite de quarta-feira, 28, e na madrugada desta quinta-feira, 29. A Polícia Militar (PM) apreendeu um total de 230 kg de maconha nos dois casos.

Na primeira ocorrência, do Bairro Guarani, quatro pessoas foram presas, sendo três homens e uma mulher, após a PM abordar a caminhonete em que o quarteto estava. Dentro do veículo, foram encontradas algumas porções de maconha.

Continua após a publicidade

Posteriormente, os policiais se deslocaram até a residência do grupo, onde encontraram os seguintes materiais: cerca de 200 kg de maconha, divididos em 139 tabletes, dois revólveres calibre 38 com munições intactas, uma réplica de fuzil, celulares, rádio de comunicação, dinheiro trocado e balanças de precisão.

O Tenente Vendramini também explicou que a caminhonete em que o grupo estava foi roubada no estado de Goiás, e que de acordo com os suspeitos, seria clonada e revendida em Uberlândia. A PM também descobriu que o grupo também estava em posse de outros dois veículos clonados.

A maior parte dos suspeitos já tinha passagens anteriores pela polícia e um deles tinha um mandado de prisão em seu desfavor no estado de Goiás.

30 kg de maconha no Morumbi

Na segunda apreensão, que ocorreu durante a madrugada desta quinta-feira, 29, três homens foram presos com 30 kg de maconha em uma casa no Bairro Morumbi.

A PM chegou até os três suspeitos após uma série de denúncias anônimas. Dois deles estavam em um carro, andando pelo bairro em atitude suspeita, e foram abordados pelos policiais.

Posteriormente, os policiais se deslocaram até um lava jato, localizado na Rua do Esplendor, onde o terceiro suspeito foi localizado. No interior do local, a polícia encontrou cerca de 30 kg de maconha, fracionada em 27 tabletes.

Os três homens foram presos por tráfico de drogas. A PM acredita que a droga seria distribuída nos setores norte, leste e sul de Uberlândia, e que o entorpecente teria valor aproximado de 30 mil reais.

Informações: Bruno Rocha e Léo Carvalho


Comments are closed.