O TEMPO – POLITICA – BrasilMinas Gerais – 26.03.2018 Assembleia Legislativa de MG, realiza sessão de homenagem aos 52 anos da fundação MDB. Na foto Newton Cardoso- Foto de Ramon Bitencourt/O Tempo

Em resposta aos ataques do ex-governador Newton Cardoso (MDB) ao senador tucano Aécio Neves, o PSDB emitiu nota em que classifica o político emedebista de “sinônimo de corrupção” e diz que Cardoso teve “sua fortuna construída à sombra do Estado”.

No lançamento do seu livro na Assembleia Legislativa de Minas Gerais nessa segunda-feira, Newton Cardoso disse que conduziria a candidatura do correligionário Adalclever Lopes ao governo de Minas e, questionado sobre a influência de Lula no processo eleitoral, disse que o ex-presidente preso teria ainda mais força. Por outro lado, “Aécio está podre, está caindo aos pedaços de podre”, disse, reiterando que a carreira política do tucano chegou ao fim e seu destino próximo é a cadeia.

Na nota, assinada pela assessoria de comunicação do PSDB-MG, a legenda afirma que Newton Cardoso “termina sua trajetória reduzido à insignificância e ao esquecimento” e acrescenta que “foi varrido da vida pública com duas derrotas vexatórias para Aécio Neves”, referindo-se às eleições de 2002 e 2006. Na primeira, Aécio foi eleito e Newton Cardoso ficou em terceiro na disputa ao governo; na outra, em 2006, Eliseu Resende derrotou o emedebista na disputa por uma cadeira do Senado.


Comments are closed.