Durante a Operação Paixão de Cristo, realizada pela Polícia Militar de Meio Ambiente nesta sexta-feira, 30, no rio Paranaíba, no município de Centralina, um homem foi preso por pesca ilegal. O pescador estava em um barco com quatro redes, totalizando 240 metros quadrados do material. Além da condução do autor, uma multa foi aplicada.

O patrulhamento aquático preventivo era realizado na divisa de Minas Gerais com Góias, quando os policiais avistaram uma embarcação com um indivíduo dentro retirando redes do leito do rio.

O homem, de 47 anos, é pescador profissional e estava praticando o ofício em local permitido com 5 redes, totalizando 150 linear de rede de emalhar e/ou 300 m².

Continua após a publicidade

No entanto, para o pescador profissional utilizar redes de emalhar deve possuir plaquetas de identificação em suas redes e neste caso não havia plaquetas nas redes. O material foi apreendido. Ele foi autuado em  R$ 1.056,70.

E ainda na operação, na quinta-feira, 29, também no município de Centralina, um homem de 60 anos foi preso por pesca ilegal. O pescador amador estava em um barco com quatro redes totalizando 240 metros quadrados de rede. Além da condução do autor uma multa foi aplicada no valor de R$ 6.193,91.

 


Comments are closed.