Foto: Orlando Bento/MTC

O Sesc RJ está a uma vitória da 14ª final seguida da Superliga Cimed feminina de vôlei 17/18. Já o Camponesa/Minas (MG) precisa do resultado positivo para seguir na competição. Neste sábado (31.03), o time carioca receberá a equipe mineira, às 15h, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ), na terceira partida do playoff melhor de cinco das semifinais. No momento, a vantagem é do time do treinador Bernardinho que venceu os dois primeiros confrontos da série, respectivamente, por 3 sets a 2 e 3 sets a 0. O SporTV 2 e a RedeTV transmitirão ao vivo.

No Sesc RJ, o treinador Bernardinho comentou sobre o respeito ao time adversário e da dificuldade da série.

Continua após a publicidade

“Sabemos da qualidade delas. E esse terceiro jogo se torna ainda mais perigoso. Elas virão para o tudo ou nada e precisamos estar muito atentos a isso. É inegável que conquistamos uma bela vantagem, precisando de mais uma vitória em três jogos possíveis para ir à final, sendo dois em casa. Mas não conquistamos nada ainda. Só conseguiremos vencer e fechar a série com muito trabalho e estudo, e estamos trabalhando e estudando”, afirmou Bernardinho.

Pelo lado do Camponesa/Minas, a central Carol Gattaz acredita na recuperação do time mineiro.

“A nossa equipe teve um apagão. Acabou que no segundo jogo, levamos um pouco do emocional do primeiro, quando perdemos em casa. Isso nos atrapalhou em quadra e fizemos o nosso pior jogo da temporada. Agora, tudo precisa ser diferente, e acredito muito em nosso time. Jogamos mal, mas temos condições de nos recuperar e vencer. Vamos voltar à quadra com mais vontade para retomar a confiança no time. Todas as atletas devem entrar em quadra com este pensamento”, disse Carol Gattaz.

Na outra série semifinal entre o Dentil/Praia Clube (MG) venceu o terceiro confronto contra o Vôlei Nestlé (SP) nesta sexta-feira (30) às 21h30, no Praia Clube, em Uberlândia (MG). Agora o time de Uberlândia está na frente, com 2 vitórias a 1.

CBV


Comments are closed.