Miguel Albino dos Santos de Jesus, 2, que foi encontrado nesse sábado (31), em Betim, após 30 horas desaparecido, está em casa. Ele recebeu alta na manhã desse domingo (1) e passa bem. A mãe, Elisângela Oliveira de Jesus, acreditava que o filho teria sido sequestrado, mas já descarta essa hipótese.

“Cheguei a pensar que alguém tivesse pegado ele. Mas, pelo estado em que foi encontrado, entendi que não. Foi ele quem entrou pela mata afora e sumiu”, contou ela, que temeu nunca mais ver o filho.

De acordo com a mãe, Miguel disse ter visto muitos cachorros e dormido na mata. Ele alegou ainda que um anjo o acompanhou. “Ele falou comigo que tinha um anjo com ele. E acho que ele realmente viu cachorros, porque agora, quando vê um, fica com medo”, disse.

Continua após a publicidade

A criança passou a noite no hospital da Unimed, em Betim. Ele estava com os lábios rachados e o corpo cheio de picadas de mosquitos, arranhões e pequenos cortes. Segundo um amigo da família, o menino não apresentava sinais de violência. “Os médicos disseram que ele estava desidratado, mas que vai ficar bem”, relatou ele.

Investigação. A Polícia Civil vai investigar se algum crime foi cometido durante o período em que Miguel Albino ficou desaparecido e as circunstâncias do sumiço. Em nota, a corporação confirmou que o garoto foi encontrado por populares que estavam no local do desaparecimento, no bairro Parque das Indústrias, em Betim. A criança será ouvida.


Comments are closed.