Genro agride e carboniza sogra em Poços de Caldas

Um homem de 22 anos foi preso suspeito de ter assassinado a sogra carbonizada em Poços de Caldas, no região Sul de Minas Gerais. De acordo com a Polícia, Lucas Oliveira da Silva, de 22 anos, invadiu a casa da sogra, a dona de casa Maria José de Menezes, de 67, e aproveitando que estava a sós com a vítima agrediu a mulher com chutes e golpes na cabeça deixando-a desacordada. Após a agressão, o genro ateou fogo em uma camisa e fugiu usando o serviço de um moto-taxista.

Segundo a PM, vizinhos ao perceberem o incêndio na casa da vítima e ainda tentaram conter as chamas e conseguiram retirar dona Maria José de dentro do imóvel, completamente desacordada. O Corpo de Bombeiros foi chamado ao local para apagar o incêndio e o Samu constatou que a dona de casa já estava morta.

A polícia informou ainda, que o pai do suspeito, enviou mensagens de whatsapp para a vítima dizendo que o filho provocou um incêndio na casa dele e que saiu em direção a casa da sogra dizendo que faria o mesmo com a mulher.

Continua após a publicidade

Após, Lucas Oliveira da Silva foi contido quando tentava cometer suicídio saltando da represa Saturnino de Brito por policiais militares. A Polícia Civil vai investigar se Maria José de Menezes por decorrência do incêndio ou pelas agressões cometidas por Lucas antes de por fogo no imóvel.

O Tempo


Comments are closed.