Fonte: Lucas Uebel/Grêmio

Depois de o Grêmio ter goleado o Brasil de Pelotas por 4 a 0, no último domingo, em sua arena, no jogo de ida da final do Campeonato Gaúcho, e consequentemente ficado muito perto do título estadual, o volante Arthur afirmou nesta segunda-feira que prevê o time com força máxima em campo na partida contra o Monagas, da Venezuela, na quarta, às 19h15, novamente em casa, pela Copa Libertadores.

O atleta deixou claro que os jogadores preferem não ser poupados e que a vantagem de poder até perder por 3 a 0, no próximo domingo, em Pelotas, no confronto de volta da final, facilita esta provável decisão do técnico Renato Gaúcho de escalar o que tem de melhor à disposição para a partida válida pela segunda rodada do Grupo A da competição continental.

Continua após a publicidade

“Como conheço um pouco do grupo, sei que todos são um pouco ‘fominhas’. Todos querem jogar sempre. O próximo jogo sempre é o mais importante. Independentemente de ser um campeonato como a Libertadores, que todos querem ganhar”, afirmou Arthur, em entrevista coletiva, na qual também assegurou estar em boas condições físicas após ter ficado longo tempo afastado dos gramados por causa de uma entorse no tornozelo esquerdo.

“Estou bem, terminei o jogo bem (no último domingo). Estou confiante e cada vez mais tentando pegar o ritmo de jogo. Ninguém está sentindo desconforto (por causa de dores musculares). O Renato vai ter todo mundo à disposição”, previu o atleta, que nesta terça-feira pela manhã faz com o elenco tricolor o último treino de preparação para o duelo de quarta com o Monagas.

Nesta segunda-feira à tarde, os jogadores que não atuaram por 90 minutos no jogo de ida da final do Gaúcho participaram de um treino no gramado, em campo reduzido, que foi dirigido pelo auxiliar-técnico Alexandre Mendes e observado de perto por Renato Gaúcho. Novo reforço gremista, o atacante André se destacou com gols na atividade, enquanto o meia Matheus Henrique participou normalmente dos trabalhos após se recuperar de lesão.

Superesportes


Comments are closed.