O conteúdo da apostila de um curso preparatório para concursos de professores de educação básica do Estado está causando controvérsia nas redes sociais. Questionando teorias já estudadas sobre questões de evolução e origem da vida, o material coloca Deus no centro do universo e põe em dúvida a “religião” dos cientistas.

Um dos trechos da apostila com conteúdos sobre biologia/ciências diz que, “em nome da ciência, os adeptos da Teoria da Evolução estão impondo suas respostas e censurando qualquer explicação que não respeite Darwin”. “A verdadeira ciência não contradiz a Bíblia (…) O que existe são cientistas que não aceitam Deus e usam seu conhecimento para negar a existência e o poder criador desse Deus”.

Em outra passagem, o material destaca que as explicações científicas são uma “heresia em nome da ciência” e que “a autoridade da Palavra de Deus é tratada, até mesmo diante de crianças cristãs, como se não fosse válida no mundo real”. “O homem veio do macaco. Não é o que nós cristãos pensamos, mas é o que muitas vezes somos obrigados a ler ou ouvir desde criança”, cita.

Continua após a publicidade

O material produzido pela Nova Concursos preocupa os candidatos a professor, que farão as provas neste fim de semana. Muitos já deixaram de estudar pela apostila por considerarem o conteúdo “manipulação cristã”. “É um absurdo isso estar no comércio. É um conteúdo anticientífico, como se a Bíblia fosse uma fonte mais confiável que a ciência. Eles questionam a ciência o tempo todo, não são imparciais. Isso gera intolerância religiosa, até porque o que é apresentado é no viés católico e ignora outras religiões”, desabafa uma bióloga que vai prestar o concurso. Ela citou o caso no Instagram, e os comentários foram de revolta. “É um absurdo esse tipo de conteúdo numa apostila de cursinho”, disse um internauta. “O material invalida anos de pesquisa científica”, disse outro. A professora apagou o post na rede social.

Por meio de nota, a Nova informou que o conteúdo apresentado aos alunos foi amplo, apresentando a Teoria da Evolução sob várias perspectivas. De acordo com o cursinho, “todo estudo, teoria, deve ser ensinado a fim de conhecimento, pois não seria correto abranger somente uma teoria e deixar de lado toda uma abordagem rica em conhecimento somente pelo fato de existirem opiniões diversas”. “A matéria apresentada ressalta a Teoria da Evolução Naturalista, a Teísta e a teoria de Darwin, inclusive menciona que nenhuma teoria é fato concreto”, destaca a empresa.

Ainda em nota, a Nova ressaltou que o que foi apresentado na apostila não é opinião da entidade, e sim estudos feitos ao longo da história da humanidade. “Em nossos materiais, sempre buscamos abordar de forma bastante ampla o conteúdo, conforme exigido pelos editais dos concursos, visando à melhor preparação do candidato para a prova”, argumentou.

A Secretaria de Estado de Educação (SEE) informou que “em nenhuma hipótese produz, fornece ou vende material de concurso público” e não se responsabiliza por apostilas e conteúdos produzidos por empresas preparatórias. De acordo com a pasta, o conteúdo oficial da prova foi expressamente divulgado no edital e traz uma lista bibliográfica com “sugestões de estudo”, formada por publicações de grandes pensadores, pesquisadores e cientistas sobre os conteúdos específicos para o cargo em disputa.

Apostila

Vendas. Questionada pela reportagem, a empresa não informou desde quando o material é vendido e nem quantas cópias já foram comercializadas. No site, a apostila na versão impressa custa R$ 37,90. O e-book é vendido a R$ 26,90.

 

Teoria religiosa não é ciência

Para o pesquisador em educação Cláudio de Moura Castro, ao abordar assuntos polêmicos como o das teorias sobre a criação da humanidade, é preciso ter cuidado e respeitar o lugar e a crença de cada criança na escola. Segundo ele, se o currículo abordar as teorias científicas e religiosas, é preciso deixar claro para o aluno que elas são diferentes.

“A escola não é lugar para aprender religião específica: escola é onde se aprende a pensar, e faz parte da tradição centenária aprender ciência na escola. Se se quer ensinar religiões, é preciso não confundir isso com ciência, são duas coisas distintas”, destaca. “A Bíblia é um livro simbólico em que são ensinadas narrativas que deixam lições de moral e significado da vida, não é para ser interpretada de forma intelectual. Esse tipo de discussão não cabe mais: as religiões já aceitaram que cada uma tem o seu lugar e não brigam com isso”, acrescentou.

Questionada pela reportagem se esse tipo de conteúdo não provocaria intolerância religiosa, a Nova Concursos afirmou que a “intolerância religiosa, hoje em dia, é mais um comércio do que o estudo propriamente dito”. “A intolerância só está na cabeça daquele que consideramos ‘religioso fanático’, religioso este que não contempla os ensinamentos de seu templo, seja ele cristão ou não”, diz a empresa.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Educação (SEE) informou que todos os conteúdos lecionados em aula têm como base o currículo próprio da rede estadual, que estabelece parâmetros para orientar as escolas na definição, na organização, na abordagem metodológica e na avaliação dos componentes curriculares. No conteúdo básico comum de ciências/biologia, a pasta ressaltou que o assunto “evolução e origem da vida” consta no eixo temático que trata sobre a história da vida na Terra e a evolução, no qual são estudados, por exemplo, mecanismos de herança (características herdadas e as influências do ambiente) e evolução dos seres vivos.

De acordo com o órgão, com a homologação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), o Estado trabalha “na atualização e na construção coletiva de um novo currículo, tendo como referência o Ministério da Educação”.

Saiba mais

Concurso. As provas para o concurso da Secretaria de Estado de Educação (SEE) acontecerão no próximo domingo e serão realizadas pela Fundação Mariana Rezende Costa (Fumarc).

Vagas. O concurso público é para preenchimento de 16 mil vagas para o cargo de Professor de Educação Básica (PEB) de diversas disciplinas e de 700 vagas para o cargo de Especialista em Educação Básica (EEB).

Avaliação. O concurso é dividido em duas etapas: prova objetiva e avaliação de títulos.

Questões. As provas objetivas terão 60 questões de língua portuguesa, matemática, conhecimentos didático-pedagógicos e conhecimentos específicos.

Onde. As provas serão realizadas em todas as cidades-sede das Superintendências Regionais de Educação.

Conteúdo. Segundo a SEE, no conteúdo específico para o cargo de professor de biologia/ciências, serão cobrados conhecimentos como fisiologia humana (sistemas e órgãos), formas de reprodução e fecundação, classificação dos seres vivos e origem da vida (como explicações sobre a diversidade, evidências da evolução e origem das espécies).

 

Leia a resposta da Nova Concursos na íntegra

“Em resposta, analisamos suas indagações, bem como o material apresentado, podemos dizer nesse caso, que o professor usou toda didática apresentada dentre os estudos científicos, para explicar a Teoria da Evolução, não podemos usar apenas um método ou uma teoria para explanação de um tema tão abrangente.

Hoje em dia há muito estudos sobre assuntos, lembrando que o material explanado segue os estudos feitos até a presente data, estudos estes, que foram desenvolvidos por cientistas renomados de Universidades mundialmente conhecidas, e não pela empresa.

Podemos salientar também que, entrando diretamente no assunto, são “teorias” aquilo que ainda está em estudo, aquilo que ainda não teve resultado final concreto, significa que ainda há divergências sobre o assunto, por este motivo é ainda uma teoria e não uma certeza.

Em todas as áreas de estudo, podemos citar como exemplo, o Direito Penal, abrange tantas teorias sobre o crime, que até hoje nenhuma foi definida como certa, porém todas são estudadas, pois o conhecimento deve ser abrangente em todos os aspectos.

A Teoria da evolução é realmente um assunto de grande polêmica, porém observei na apostila que trata-se de diversas Teorias, como, por exemplo a Teoria Teísta, essa sim acredita que a evolução veio de Deus e agrega a religião em seu meio, o fato de não ser explanado outras religiões é justamente pelo mesmo motivo que expliquei acima, “estudos feitos por cientistas”, não há estudos abrangendo a Teoria da Evolução, por exemplo, nas religiões hoje conhecidas como pagãs.

É importante salientar, que, o que foi apresentado na apostila não é opinião da Nova Concursos e sim estudos feitos ao longo da humanidade, para descobrir de onde viemos, ainda virão outras teorias com outros nomes e conceitos.

A intolerância religiosa, hoje em dia, é mais um comércio, do que o estudo propriamente dito, a intolerância só está na cabeça daquele que consideramos “religioso fanático”, religioso este que não contempla os ensinamentos de seu templo, seja ele Cristão ou não.

Por fim, acreditamos que todo estudo, teoria, deve ser ensinado a fim de conhecimento, pois não seria correto abrangermos somente 1 teoria e deixar de lado toda uma abordagem rica em conhecimento, somente pelo fato de existirem opiniões diversas, é importante ressaltar que o conhecimento gera formadores de opiniões, ou seja, estudar todas as teorias, desenvolve-las e assim formar uma opinião sobre o assunto sem criticar debochar ou desrespeitar.

O Grupo Nova é engajado em apresentar o melhor material aos seus alunos e candidatos, tendo um propósito em que seus alunos levem consigo um conhecimento abrangente sobre todos os assuntos que envolvem cada disciplina.”


Comments are closed.