Uma família que mora no Bairro Santa Mônica pede ajuda para recuperar seu carro, que foi roubado na noite da última terça-feira, 3. O fato ocorreu na Rua Armando Tucci.

O autônomo Francisco Filho retornava para sua casa, na companhia da esposa, filha e neto. Após entrar no imóvel, foram surpreendidos por dois criminosos armados, que levaram o veículo em que estavam.

Continua após a publicidade

O homem lamentou o roubo do carro, um Hyundai HB20 sedan de cor preta, por ele ser o seu instrumento de trabalho, já que está desempregado, além do veículo não ter qualquer tipo de seguro. E explicou que uma guarnição da Polícia Militar passou nas proximidades do local, mas não parou para atendê-los.

“Quando começaram a dar ré no carro, passou uma viatura da polícia. Minha esposa gritou, mas não deram atenção. O rapaz viu que a polícia passou e voltou com o revólver e colocou a gente pra dentro”, disse o autônomo.

Palavra da PM

A equipe de reportagem da TV Vitoriosa procurou a PM para comentar o crime. O Tenente Cassiano explicou que guarnição, de fato, não visualizou o roubo e disse que uma reação imediata das vítimas poderia ter consequências trágicas.

“A reação a um crime pode gerar uma injusta agressão do autor. Ou seja, ele pode interpretar que a vítima está reagindo ao assalto e agir de forma agressiva contra a vítima, a lesionando ou até mesmo de uma forma um pouco mais grave, matando a vítima”, explicou o militar.

O tenente também reforçou algumas medidas para a população evitar ser vítima desse tipo de roubo.

“O que a gente orienta é que se identificar um indivíduo em atitude suspeita, dê uma volta no quarteirão, acione o 190, acione a Polícia Militar, que a gente vai se deslocar até a residência e fazer a verificação desse indivíduo em atitude suspeita”, disse.

Informações: Carlos Vilela


Comments are closed.