Jael abre o placar no começo do segundo tempo e comemora: Grêmio vence bem em casa e é vice-líder Fonte: AFP/Itamar Aguiar

O Grêmio fez seu primeiro jogo em casa pela Copa Libertadores na noite desta quarta-feira e, mesmo contando com um público abaixo das expectativas, não decepcionou os tricolores que compareceram à Arena. Após um primeiro tempo fraco tecnicamente e com poucas oportunidades de gol, o comandados do técnico Renato Gaúcho voltaram para a etapa complementar mais eficientes e, graças aos gols de Jael, Everton, Luan e Cícero, conseguiram sair de campo com a goleada por 4 a 0.

Com o resultado, o Grêmio foi a quatro pontos e se estabeleceu na vice-liderança do Grupo 1, que tem o Cerro Porteño, do Paraguai, como líder, com seis tentos. Os dois times irão se enfrentar no próximo dia 17, no estádio General Pablo Rojas, em Assunção.

Continua após a publicidade

Agora, o Grêmio concentrará seus esforços para a decisão do próximo domingo, quando visita o Brasil de Pelotas, pelo jogo de volta da grande final do Campeonato Gaúcho. Na ida, o Tricolor goleou o rival por 4 a 0 e somente se acontecer uma tragédia o time não quebrará o jejum de oito anos sem conquistar o Estadual.

O jogo

O primeiro tempo do Grêmio não foi muito animador. Embora tenha dominado as ações ofensivas, o time do técnico Renato Gaúcho sofreu para furar o bloqueio defensivo dos rivais e encontrar espaços para chegar ao gol. Tanto é que a primeira boa oportunidade do jogo foi, surpreendentemente, do Monagas. Aos 26 minutos Cádiz aproveitou o cruzamento de Luis González na medida e cabeceou firme, contudo, Marcelo Grohe estava bem colocado para fazer a defesa.

O Grêmio, por sua vez, só melhorou na reta final da primeira etapa. Trocando passes de um lado para o outro e apostando na inversão de bola como uma boa maneira para desvencilhar a defesa venezuelana, os donos da casa iam se mostrando pacientes, mas até então sem sucesso na busca pelo primeiro gol na Libertadores diante de sua torcida.

Somente aos 35 minutos, enfim, o Tricolor gaúcho chegou, de fato, com perigo à meta adversária. Bruno Cortez cruzou rasteiro da esquerda, Jael fez um corta-luz, e abola sobrou limpa para Ramiro, que bateu certeiro, mas parou no goleiro Baroja. Cinco minutos depois foi a vez Kanneman aproveitar o passe de cabeça de Geromel e finalizar rápido, porém, o arremate saiu pela linha de fundo.

Sem conseguir converter a superioridade em gols, o Grêmio foi para o intervalo e voltou a campo indicando que a conversa que o técnico Renato Gaúcho teve com o elenco surtiu efeito. Logo aos cinco minutos Bruno Cortez desceu pela esquerda e cruzou para Jael, que teve, inclusive, que se abaixar um pouco para cabecear a bola e vencer o goleiro Baroja para abrir o placar na Arena.

Daí em diante o Grêmio se soltou mais e ficou mais confortável para ampliar o marcador. Dez minutos depois de Jael abrir o placar foi a vez de Everton aproveitar o rebote do chute de Maicon e tocar no alto, sem chances para o goleiro rival, que já estava caído no chão e nada pôde fazer.

Antes do apito final ainda deu tempo para Luan, principal nome do Grêmio, ajeitar dentro da área, bater cruzado e fazer o terceiro, e Cícero, de cabeça, transformar o triunfo em goleada aos 45 minutos e matar o jogo em Porto Alegre.

GRÊMIO 4 x 0 MONAGAS

Local: Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Data: 04 de abril de 2018, quarta-feira

Árbitro: Carlos Orbe (EQU)

Assistentes: Luis Vera e Edwin Bravo (EQU)

GOLS: Jael, aos 5, Everton, 15, Luan, 41, e Cícero, aos 45min do 2ºT

Cartões amarelos: Cádiz (Monagas) e Kannemann (Grêmio)

GRÊMIO

Marcelo Grohe; Léo Moura (Alisson), Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon (Cícero), Arthur, Ramiro, Luan e Everton; Jael (Thonny Anderson)

Técnico: Renato Gaúcho

MONAGAS

Alain Baroja; Lucas Trejo, Joaquín Lencinas, Trejo e Óscar González; Dager Palacios (Christian Flores), Agnel Flores (Reyes) e Javier García; Carlos Suárez, Cádiz (Ismael Romero) e Luis González

Técnico:  Jhonny Ferreira

Superesportes


Comments are closed.