Os deputados e servidores de cargos comissionados, do quadro de recrutamento amplo, da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) ainda não receberam o salário neste mês.

Na manhã desta sexta-feira (6), os servidores concursados, ativos e inativos, receberam o valor de forma integral.

“Eu acho que o salário dos deputados tem que ser o último a pagar mesmo, mas a minha preocupação é com os funcionários. É lamentável que o estado não esteja cumprindo sua obrigação com o poder”, disse o deputado João Vítor Xavier.

Continua após a publicidade

“O pagamento deveria ter sido feito para todos os servidores e, no caso de não haver o pagamento integral, que fosse feito o pagamento escalonado, igual foi feito no executivo”, declarou Flávio Hannas, coordenador do Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (Sindalemg).

A direção do Sindalemg se reuniu na manhã desta sexta-feira (6) com o diretor-geral adjunto da ALMG, Wamberto Dias.

De acordo com o sindicato, a mesa da assembleia e a direção-geral estão empenhadas em negociar com o executivo o repasse do restante dos valores necessários à normalização dos pagamentos, mas que até o momento não há nenhum posicionamento.

O pagamento das verbas indenizatórias dos deputados também foi suspenso, assim como o pagamento de fornecedores.

A reportagem de O TEMPO entrou em contato com a Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais, mas até o momento da publicação desta matéria ninguém se manifestou. 


Comments are closed.