A Polícia Militar Rodoviária (PMRv) foi acionada na madrugada desta segunda-feira (9) para atender a uma ocorrência de assalto a um veículo Hyundai ix35 preto no Anel Rodoviário. O dono do carro, um homem de 31 anos, foi quem ligou para a corporação. Quando os policiais chegaram ao local do suposto crime, no entanto, descobriram que tudo não passava de uma mentira do motorista. Ele, segundo testemunhas, dirigiu bêbado, bateu o carro na mureta de proteção da via, na altura do bairro Engenho Nogueira, na região da Pampulha, e fugiu para não ser preso em flagrante.

A farsa foi descoberta pela polícia porque o motorista se esqueceu de combinar a versão com dois amigos, um de 34 anos e outro de 23, que o acompanhavam no carro e foram deixados para trás – dentro do veículo acidentado. Os militares perguntaram a eles o que tinha acontecido e os fatos vieram à tona. A dupla não titubeou e contou que não havia assalto algum.

De acordo com a PMRv, os dois afirmaram que estavam num bar, quando foram abordados pelo motorista. Eles foram convidados para ir a uma festa e pegaram carona com o amigo, que já estava bêbado. No Anel Rodoviário, no sentido Vitória, o condutor perdeu o controle da direção e acabou batendo.

Continua após a publicidade

Os militares não localizaram o condutor embriagado nas imediações do acidente, mas pela placa do carro identificaram que a mãe dele é a proprietária do veículo e, assim, descobriram seu possível endereço. O homem, contudo, não foi encontrado até o momento.

Os dois amigos foram encaminhados para a delegacia do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran) para serem ouvidos pelo delegado que ficará responsável pelo caso. A Polícia Civil informou que está à procura do motorista e vai investigar o caso. 


Comments are closed.