Morreu na Unidade de Atendimento Integrado (UAI) do Bairro Martins, em Uberlândia, uma mulher que aguardava transferência para um leito de UTI. Mesmo com liminar do Ministério Público, devido ao estado grave de saúde em que ela se encontrava, a família não conseguiu a transferência.

A nossa equipe foi chamada na madrugada do último sábado, 7, e registrou o pedido de ajuda da família. Maria Vilma Rocha da Silva, de 58 anos, começou a sentir dores no estômago e passou por seis unidades de saúde, mas em nenhuma delas obteve um diagnóstico. A dor foi aumentando e ela precisou ser internada.

Uma liminar foi expedida para uma transferência de urgência, porém o estado clínico piorou e ela precisou ser entubada e colocada em coma induzido. Horas depois ela faleceu.

Continua após a publicidade

A família enterrou a vítima neste domingo, 8.

Nossa equipe havia entrado em contato com a Prefeitura de Uberlândia ainda no sábado, e a secretaria municipal de saúde informou que estava na busca ativa para a transferência da paciente Maria Vilma Rocha da Silva para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU) ou para o Hospital Municipal.

A secretaria disse ainda que a paciente estava sob os cuidados da equipe médica, recebendo tratamento adequado de acordo com o quadro clínico.

Com informações de Rodrigo Silva


Comments are closed.