O Departamento de Vigilância Sanitária de Ituiutaba, apresentou nesta terça-feira, 10, o resultado do segundo Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti – LiraA. De acordo a equipe de endemias, do Centro de Controle de Zoonoses – CCZ, responsável pelo estudo, o índice de infestação predial em Ituiutaba, realizado entre os dias 2 e 6 de abril, apresentou 5,7% de infestação.

No primeiro estudo sobre o LiraA, realizado em janeiro, o índice de infestação registrado foi 10,6%, considerando alarmante. A explicação do setor de Controle de Endemias está relacionada ao período chuvoso, porém em ambas as situações, a população deve estar atenta quanto às recomendações.

“Em janeiro tivemos um grande volume de chuvas, e essa situação combinada com o clima quente e sol, favorece o aparecimento de focos do mosquito Aedes. Este último número, ainda é considerado alto e também tivemos algumas chuvas nos dias de realização do levantamento. Algumas medidas serão realizadas nos próximos dias, como a aplicação do inseticida para combater o mosquito”, disse Paulo Sérgio de Oliveira, do CCZ.

Continua após a publicidade

Neste último trabalho sobre o LiraA em Ituiutaba, os agentes visitaram 426 imóveis e os bairros com maiores índices por amostragem foram: Setor Norte, Progresso, Residencial Drummond, Paranaíba e São José. A Secretaria de Saúde de Ituiutaba está estudando a realização de ações e campanhas educativas junto à população.


Comments are closed.