O superintendente do Hospital Doutor Hélio Angotti (Hospital do Câncer de Uberaba), Felipe Toledo Rocha, esteve em Ituiutaba para apresentar a Rede de Hospitais do Câncer do Triângulo (Rede HCT), que antes mesmo de ser concluída já é considerada modelo, pelo Ministério da Saúde que classifica o projeto como excelência no tratamento oncológico, podendo se tornar referência para as demais regiões do Brasil.

Ele veio a Ituiutaba a convite do presidente da Câmara Municipal de Ituiutaba, Odeemes Braz dos Santos (PSDB). “Participei do lançamento da Rede HCT na cidade de Iturama e percebi que Ituiutaba também poderia integrar este serviço, prestando atendimento não só à população do nosso município, mas também servindo de pólo para o atendimento às diversas outras cidades da região”, disse.

Continua após a publicidade

Odeemes Braz destacou ainda, que o município de Ituiutaba foi inserido na proposta de ampliação da Rede HCT graças à atuação direta do deputado federal Caio Narcio (PSDB-MG), que já destinou mais de R$ 18 milhões para entidades ligadas ao tratamento de câncer no Estado de Minas Gerais.

Durante a reunião realizada em Ituiutaba e que contou ainda com as presenças do secretário municipal de Governo, José João Dib Neto, e do médico e diretor clínico do Hospital São José da Sociedade de São Vicente de Paulo, Rodrigo Otávio Braga, foram divulgados números alarmantes sobre o câncer no País.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), em 2016 e 2017, cerca de 600 mil pessoas desenvolveram algum tipo de câncer no Brasil, sendo 180 mil de pele, 61 mil de próstata e 58 mil casos de câncer de mama. No mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a cada ano 8,8 milhões de pessoas morrem de câncer. O principal problema, segundo a entidade, é a demora no diagnóstico da doença.

Secretário de Governo afirma que Rede HCT trará muitos benefícios

O secretário municipal de Governo, José João Dib Neto, disse que a proposta de inclusão de Ituiutaba na Rede HCT vem de encontro ao anseio da atual administração, de buscar soluções para o atendimento na área da saúde pública no município.

“A instalação de uma unidade de tratamento oncológico em Ituiutaba permitiria que a maior parte dos exames, diagnóstico e boa parte do tratamento pudesse ser realizado aqui mesmo no município, minimizando consideravelmente o desgaste e o incômodo por que passam as pessoas portadoras desta doença, que hoje são submetidas a viagens longas, desconfortáveis, para se tratarem em Uberlândia, Uberaba ou em Barretos (SP)”, avaliou o secretário.

A proposta inicial é de que em Ituiutaba a Rede HCT seja instalada no Hospital São José, único no município credenciado pelo SUS. “Temos total interesse em participar deste projeto. Hoje já possuímos uma parceria muito bem pavimentada com o governo municipal e a nossa inserção na Rede HCT nos permitirá ampliar ainda mais nosso atendimento, não apenas em Ituiutaba mas para toda esta região.

Para que este projeto se concretize será necessário buscar recursos financeiros junto aos governos Federal e Estadual, para a ampliação do espaço físico do Hospital São José, visando acomodar o novo centro de diagnóstico e tratamento de câncer em Ituiutaba, que deverá prestar atendimento de média complexidade e se responsabilizar pelo encaminhamento dos casos de alta complexidade para o Hospital Doutor Hélio Angotti, em Uberaba.


Comments are closed.