Antes de pegar as avenidas Nossa Senhora do Carmo, Antonio Carlos e Cristiano Machado, dê uma olhada em seu aplicativo de tráfego, seja ele Waze ou Google Maps.

Ao lado do Centro e da Via Expressa, estas são as vias mais que mais engarrafam em Belo Horizonte durante o horário de pico (entre os períodos de 7h e 10h e das 17h às 20h).

Elas deixam os motoristas entre 46% e 54% a mais de tempo dentro de seus carros até chegar ao seu destino. Ou seja, sua viagem pode dobrar de duração durante o horário mais crítico.

Continua após a publicidade

Quem mora nas regiões dos condomínios em Nova Lima perde ainda mais tempo dentro do carro. Quem tem que ir para esta região enfrenta uma lentidão 60% maior durante o horário de pico em relação a outros horários.

Oitavo lugar

Estes números foram divulgados pelo Índice 99 de Tempo de Viagem (ITV 99). O estudo foi realizado nas dez maiores capitais brasileiras, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) 2010.

No entanto, antes de reclamar da sua vida de motorista ou passageiro, saiba que Belo Horizonte está longe de ter o pior trânsito entre as capitais.

BH é apenas a oitava capital com pior trânsito no Brasil, segundo o estudo. De forma geral, a cidade tem uma média de 50% a mais de lentidão nos horários de tráfego intenso.

Trânsito ligeiramente melhor

Na primeira edição do estudo, realizada entre junho e agosto do ano passado, a cidade figurava na 7ª posição, com 70% a mais de demora durante os períodos de pico.

Pior trânsito

O levantamento aponta pela segunda vez consecutiva a cidade de Recife, em Pernambuco, como o pior trânsito no Brasil. As viagens nesta cidade nos horários de pico levam, em média, 77% a mais tempo do que aquelas em situação de tráfego livre.

Porto Alegre e Salvador aparecem, respectivamente, na segunda e terceira colocações, seguidas por duas das maiores metrópoles do país: São Paulo (4º) e Rio de Janeiro (5º).


Comments are closed.