As reintegrações de posse assombram muitas famílias que moram em acampamentos em Uberlândia. Várias são as tentativas para evitar o despejo. Mais uma reunião junto as autoridades aconteceu esta semana na tentativa de negociação.

Uma luta também para as autoridades de Minas Gerais, fazerem com que as famílias que moram hoje nos assentamentos, sejam abrigadas da melhor forma possível.

Continua após a publicidade

Esta é a segunda reunião da semana para debater este assunto. Na segunda- feira (9) representantes de quatro ocupações em Uberlândia estiveram na Prefeitura para uma reunião na Procuradoria Geral do Município. O objetivo foi o mesmo, evitar reintegrações que estão agendadas e outras que podem ocorrer ainda esse ano.

A reunião foi marcada depois de uma manifestação no início de março no plenário da Câmara, em que os moradores das ocupações reivindicaram diálogo com o Município pra tentar regularizar as ocupações.

Algumas ocupações estão próximas de ocorrer como a do Nelson Mandela 1, no Bairro Shopping Park, onde vivem cerca de 100 famílias e está prevista para segunda-feira (16).

A Prefeitura enviou nota informando “que as reintegrações de posse ocorrem em cumprimento à ordens judiciais e nas datas estipuladas pela Polícia Militar, em cronograma definido conjuntamente com o oficial de justiça designado e os ocupantes. A Prefeitura ressalta que é dever constitucional do Município adotar todas as medidas necessárias para zelar das áreas públicas, que devem beneficiar toda a comunidade. Como é o caso do Taiaman 2 e do Shopping Park 2, locais que estiveram em discussão durante reunião nesta segunda-feira (9) e que são destinados à preservação.”

André Silva

 

 


Comments are closed.