A Polícia Civil solicitou à Justiça, nesta segunda-feira (16), a prorrogação do prazo para conclusão do inquérito que apura as causas do acidente com um ônibus da linha 305 (Estação Diamante/Mangueiras). O coletivo caiu em um córrego do bairro Mangueiras, na região do Barreiro, na noite de 13 de fevereiro deste ano, matando cinco pessoas e deixando 18 feridas.

De acordo com a assessoria de imprensa do Detran-MG, as investigações continuam e a Delegacia Especializada em Acidentes de Veículos aguarda a conclusão do laudo pericial. Como venceu o prazo de 30 dias para conclusão das investigações, a delegacia encaminhou o inquérito à Justiça pedindo mais 30 dias para concluir os trabalhos e apontar as causas e os responsáveis pela tragédia.

Uma moradora contou que o ônibus descia a rua José Luiz Raso e deveria entrar na rua Oscar Galdino, mas passou direto. Cerca de um quarteirão à frente, o coletivo caiu no leito do córrego do Mangueiras.

Continua após a publicidade

O acidente foi no final da rua José Luiz Raso. Morreram o motorista do coletivo, Márcio João de Carvalho, de 58 anos, e as passageiras Naiara Dias Martins, de 30; Deise Fátima Trindade, 56; Maria do Carmo Pereira Santos,73; e Thais Soares Moraes, 25.

 


Comments are closed.