Moradores do bairro Bandeirinhas, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, acordaram assustados na madrugada desta sexta-feira (20) com um incêndio em um ônibus que estava estacionado há dois dias na avenida Cinco. 

A massoterapeuta Ana Venâncio, de 49 anos, moradora do bairro, disse que viu três ou quatro homens por volta de 5h ateando fogo no veiculo. Ela estava em casa quando ouviu os barulhos na avenida.

“Eram rapazes novos, mas não deu para ver direito porque estava muito escuro lá fora. Eles davam risadas, faziam muito barulho e fugiram antes da chegada da polícia e do Corpo de Bombeiros, que foram chamados por outros vizinhos”, disse.

Continua após a publicidade

Segundo a Polícia Militar (PM), o ônibus de cor branca, sem logotipo de qualquer empresa, nao tinha placa. A corporação e os moradores nao sabem quem deixou o veículo no local. Ninguém foi preso até o momento.

O ônibus ficou completamente destruído. Nenhuma residência foi atingida pelas chamas. De acordo com o Corpo de Bombeiros, foram usados 1.000 litros de água para apagar o incêndio.

“Agora estamos todos com medo. Se esses vândalos fizeram isso com um ônibus, quem garante que eles não vão voltar aqui e botar fogo nos nossos carros também”, comentou um outro morador com receio dos criminosos, que não será identificado.

Oitavo veículo queimado em oito dias

Esse é o 8º veículo queimado na capital e região metropolitana em oito dias, no entanto, a Polícia Militar acredita que esse caso não tem relação com os outros.

Nos outros sete veículos queimados, os suspeitos deixavam bilhetes com reclamações de maus tratos que teriam sido supostamente enviadas por detentos da Penitenciária de Segurança Máxima Nelson Hungria, em Contagem. No caso de Betim nesta sexta, nada foi deixado. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Veja o vídeo feito por moradores:

Atualizada às 11h55


Comments are closed.