Uma audiência pública debateu a regulamentação das barracas de apoio aos romeiros na BR-365. No ano passado o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) proibiu a instalação de barracas no trecho entre Uberlândia e Romaria.

Participaram do debate representantes do Ministério Público, Polícia Rodoviária Federal, Dnit e religiosos. O principal problema apontado pela polícia rodoviária é o uso do acostamento para estacionar veículos de apoio.

A inspetora Jane, da PRF, ressaltou que o mais importante é garantir a segurança dos romeiros.

Continua após a publicidade

Para o Frei Sérgio Max, responsável pela barraca Betânia, os romeiros precisam do apoio para conseguirem fazer o percurso

Uma nova reunião será feita, desta vez com prefeitos da região para traçar as estratégias de apoio aos romeiros. Uma alternativa seria a criação de uma via paralela a BR-365 para que o romeiro caminhasse em segurança.


Comments are closed.