O Corpo de Bombeiros conseguiu rastrear o relógio que o  atleta francês Eric Welterlin, de 53 anos, usava quando desapareceu na Serra da Mantiqueira, na divisa entre Minas Gerais, na última segunda-feira (16).

Neste domingo (22), os bombeiros continuam as buscas se valendo do relógio para tentar encontrar o estrangeiro.

Com o número de série do objeto e por meio de senhas fornecidas por familiares, os bombeiros descobriram que em 2014 o francês fez o mesmo trajeto que fazia na segunda, quando desapareceu.

Continua após a publicidade

A hipótese trabalhada pelos bombeiros é que ele tenha tentado repetir o caminho. Por isso neste domingo as buscas serão feitas pelo mesmo trajeto feito em 2014.

Força-tarefa 

São 43 agentes do Corpo de Bombeiros mineiro e das Polícias Militares de Minas Gerais e São Paulo fazendo as buscas pelo atleta. Voluntários e familiares também ajudam no trabalho.

Histórico

Casado com uma brasileira e morador de em Itajubá, no Sul de Minal,  Welterlin estava acostumado a participar de competições de corrida em montanhas fora do Brasil.

Na última segunda-feira, ele teria saído para treinar com equipamentos mínimos de sobrevivência: uma jaqueta impermeável, um cobertor de emergência e uma head-lamp (dispositivo de luz na cabeça).

(Com Agência Estado)


Comments are closed.