Condenado a 236 anos, traficante mineiro é preso enquanto fazia plástica

Uma força-tarefa montada pelas polícias Federal, Civil e Rodoviária Federal prendeu na manhã desta segunda-feira, em São Paulo, um criminoso que havia fugido da penitenciária de Juiz de Fora, na Zona da Mata, em janeiro. O homem, conhecido como Dilsinho, estava na capital paulista para passar por uma cirurgia plásitca no rosto para evitar ser capturado. Ele foi preso ao dar entrada no hospital.

De acordo com a Polícia Federal, Dilsinho é ligado à facção criminosa Comando Vermelho e a pena dele já soma 236 anos de reclusão, com 36 condenações.

Ele esteve envolvido no tráfico de drogas em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e tem histórico de ameaça a policiais e atores do sistema criminal envolvidos nas investigações. O criminoso foi levado para o presídio de Pouso Alegre, no Sul de Minas.

Dilsinho, que ainda é conhecido pelos apelidos de “Fiote” e “Capixaba”, foi preso na Operação Periculum, ação da Força Integrada de Combate ao Crime Organizado em Minas Gerais (Ficco).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PM vai abrir sindicância para apurar excesso de policiais em ato de professores

‘Não teve excesso. Foi uso moderado da força’, diz PM sobre ação em protesto