Condenado a 236 anos, traficante mineiro é preso enquanto fazia plástica

Uma força-tarefa montada pelas polícias Federal, Civil e Rodoviária Federal prendeu na manhã desta segunda-feira, em São Paulo, um criminoso que havia fugido da penitenciária de Juiz de Fora, na Zona da Mata, em janeiro. O homem, conhecido como Dilsinho, estava na capital paulista para passar por uma cirurgia plásitca no rosto para evitar ser capturado. Ele foi preso ao dar entrada no hospital.

De acordo com a Polícia Federal, Dilsinho é ligado à facção criminosa Comando Vermelho e a pena dele já soma 236 anos de reclusão, com 36 condenações.

Ele esteve envolvido no tráfico de drogas em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e tem histórico de ameaça a policiais e atores do sistema criminal envolvidos nas investigações. O criminoso foi levado para o presídio de Pouso Alegre, no Sul de Minas.

Dilsinho, que ainda é conhecido pelos apelidos de “Fiote” e “Capixaba”, foi preso na Operação Periculum, ação da Força Integrada de Combate ao Crime Organizado em Minas Gerais (Ficco).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PM vai abrir sindicância para apurar excesso de policiais em ato de professores

‘Não teve excesso. Foi uso moderado da força’, diz PM sobre ação em protesto