Por unanimidade, os professores da rede municipal de educação infantil de Belo Horizonte decidiram manter a greve por tempo indeterminado.

Em assembleia em frente à prefeitura, na tarde desta quarta-feira (23), a categoria recusou a proposta do executivo que pedia o fim imediato da paralisação para posteriormente apresentar um plano de equiparação salarial no dia 3 de maio. 

Em votação, os professores do ensino fundamental decidiram também por não antecipar a paralisação marcada para o próximo dia 9 de maio. A votação colocou em pauta se a categoria paralisava no próximo dia 3. 

Continua após a publicidade

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Rede Pública Municipal de Belo Horizonte (Sind-Rede-BH), 190 mil estudantes foram afetados com a manifestação de hoje. A adesão é de 80% dos professores.

Na porta da prefeitura, manifestantes aguardam resposta da reunião do sindicato com o prefeito Alexandre Kalil. A PM estima que 1 mil pessoas estejam na porta da sede do governo municipal, enquanto os manifestantes dizem que são 5 mil.
 


Comments are closed.