Veja a situação das escolas de BH com o início da greve nesta quarta-feira

As escolas particulares de Belo Horizonte e do interior de Minas Gerais amanheceram em greve, na manhã desta quarta-feira (25). De acordo com o Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais, algumas escolas abriram nesta quarta, somente para informar que a partir desta quinta-feira (26) os professores já estarão em greve.

“Em respeito aos pais e alunos, alguns professores vão para as unidades escolares para informar que a partir de amanhã as escolas estarão totalmente paralisadas. Muitos pais mandam os alunos de van para as escolas e se elas estiverem fechadas, os alunos voltam para casa e não encontram ninguém”, explicou Valéria Peres Morato Gonçalves.

Ainda de acordo com Valéria, algumas escolas e universidades optaram por amanheceram fechadas nesta quarta. “Os donos de escolas tratam os professores como mercadoria, mas nós entendemos que os professores fazem um trabalho de formação humana”, diz Valéria.

A previsão é que a greve ocorra em cerca de 900 escolas e atinja em torno de 6.000 professores. A última greve das escolas particulares no Estado ocorreu em 1989, quando os profissionais ficaram 36 dias parados.

Veja algumas escolas estão paralisadas já nesta quarta, segundo o Simpro-MG:

Colégio Padre Eustáquio

Colégio Nossa Senhora das Dores

Faculdade UNA

Faculdade Uni

Facudade Fumec

Quais escolas devem aderir a paralisação nesta quinta, também segundo o Simpro:

Colégio Loyola

Sagrado Coração de Jesus

Santo Antônio

Colégios Santa Maria

Protestos 

Ao longo de todo o dia nesta quarta haverá atividades. Às 10h vai acontecer na praça da Savassi, região Centro-Sul de Belo Horizonte, um aulão para explicar para a população o motivo para a paralisação da categoria.

Já às 14h está marcada uma manifestação para a sede da Prefeitura de Belo Horizonte, na avenida Afonso Pena, também região Centro-Sul de Belo Horizonte com professores da rede pública que também estão em greve.

Pais de alunos também estão apoiando a greve. CLIQUE AQUI e leia mais. 

 

Reivindicações 

 

Umeis

As Unidades Municipais de Educação Infantil (Umeis) também estão paralisadas desde a última segunda-feira (23). Eles reivindicam a equiparação dos salários dos profissionais que trabalham nas Umeis com os do ensino fundamental.

De acordo com o Sind-Rede, hoje o salário inicial de um professor de uma Umei é de R$ 1.400, já o do fundamental é de R$ 2.200.

Escolas particulares

Os professores das escolas particulares de Belo Horizonte, região metropolitana e do interior do Estado vão entrar em greve por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira (25). O início da greve foi decidido em assembleia realizada no início da noite desta terça-feira (24).

O principal motivo da paralisação é a mudança da convenção coletiva de trabalho, proposta pelo sindicato das escolas, que altera pontos como a concessão de bolsas de estudo e período de férias e acaba com o intervalo entre as aulas. Os professores querem manter o texto da convenção coletiva atual.

Na manhã da próxima quinta-feira (26), uma audiência de mediação será realizada entre o Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais (Sinpro) e o Sindicato das Escolas Particulares de Minas Gerais (Sinep-MG) na Justiça. À tarde, uma nova assembleia da categoria será realizada para definir os rumos do movimento.

Saiba mais

Salário. Segundo o Sind-Rede, o salário inicial de um professor da educação infantil é R$ 1.400. Do ensino fundamental é R$ 2.200.

Apoio. O Núcleo de Estudos e Pesquisas em Infância e Educação Infantil da UFMG publicou um texto em repúdio à “violência policial” contra professores, ressaltando “a complexidade do trabalho de cuidar e educar bebês e crianças”.

Resposta. A PM afirmou que o uso moderado da força foi necessário após várias tentativas de negociação para a liberação da via. O governo mandou apurar possíveis excessos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ainda dá tempo! Rede de drogarias realiza a semana da criança com ofertas em produtos infantis

Cemig apresenta resultados da operação antigatos em Uberlândia

Veja a situação das escolas de BH com o início da greve nesta quarta-feira

As escolas particulares de Belo Horizonte e do interior de Minas Gerais amanheceram em greve, na manhã desta quarta-feira (25). De acordo com o Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais, algumas escolas abriram nesta quarta, somente para informar que a partir desta quinta-feira (26) os professores já estarão em greve.

“Em respeito aos pais e alunos, alguns professores vão para as unidades escolares para informar que a partir de amanhã as escolas estarão totalmente paralisadas. Muitos pais mandam os alunos de van para as escolas e se elas estiverem fechadas, os alunos voltam para casa e não encontram ninguém”, explicou Valéria Peres Morato Gonçalves.

Ainda de acordo com Valéria, algumas escolas e universidades optaram por amanheceram fechadas nesta quarta. “Os donos de escolas tratam os professores como mercadoria, mas nós entendemos que os professores fazem um trabalho de formação humana”, diz Valéria.

A previsão é que a greve ocorra em cerca de 900 escolas e atinja em torno de 6.000 professores. A última greve das escolas particulares no Estado ocorreu em 1989, quando os profissionais ficaram 36 dias parados.

Veja algumas escolas estão paralisadas já nesta quarta, segundo o Simpro-MG:

Colégio Padre Eustáquio

Colégio Nossa Senhora das Dores

Faculdade UNA

Faculdade Uni

Facudade Fumec

Quais escolas devem aderir a paralisação nesta quinta, também segundo o Simpro:

Colégio Loyola

Sagrado Coração de Jesus

Santo Antônio

Colégios Santa Maria

Protestos 

Ao longo de todo o dia nesta quarta haverá atividades. Às 10h vai acontecer na praça da Savassi, região Centro-Sul de Belo Horizonte, um aulão para explicar para a população o motivo para a paralisação da categoria.

Já às 14h está marcada uma manifestação para a sede da Prefeitura de Belo Horizonte, na avenida Afonso Pena, também região Centro-Sul de Belo Horizonte com professores da rede pública que também estão em greve.

Pais de alunos também estão apoiando a greve. CLIQUE AQUI e leia mais. 

 

Reivindicações 

 

Umeis

As Unidades Municipais de Educação Infantil (Umeis) também estão paralisadas desde a última segunda-feira (23). Eles reivindicam a equiparação dos salários dos profissionais que trabalham nas Umeis com os do ensino fundamental.

De acordo com o Sind-Rede, hoje o salário inicial de um professor de uma Umei é de R$ 1.400, já o do fundamental é de R$ 2.200.

Escolas particulares

Os professores das escolas particulares de Belo Horizonte, região metropolitana e do interior do Estado vão entrar em greve por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira (25). O início da greve foi decidido em assembleia realizada no início da noite desta terça-feira (24).

O principal motivo da paralisação é a mudança da convenção coletiva de trabalho, proposta pelo sindicato das escolas, que altera pontos como a concessão de bolsas de estudo e período de férias e acaba com o intervalo entre as aulas. Os professores querem manter o texto da convenção coletiva atual.

Na manhã da próxima quinta-feira (26), uma audiência de mediação será realizada entre o Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais (Sinpro) e o Sindicato das Escolas Particulares de Minas Gerais (Sinep-MG) na Justiça. À tarde, uma nova assembleia da categoria será realizada para definir os rumos do movimento.

Saiba mais

Salário. Segundo o Sind-Rede, o salário inicial de um professor da educação infantil é R$ 1.400. Do ensino fundamental é R$ 2.200.

Apoio. O Núcleo de Estudos e Pesquisas em Infância e Educação Infantil da UFMG publicou um texto em repúdio à “violência policial” contra professores, ressaltando “a complexidade do trabalho de cuidar e educar bebês e crianças”.

Resposta. A PM afirmou que o uso moderado da força foi necessário após várias tentativas de negociação para a liberação da via. O governo mandou apurar possíveis excessos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ainda dá tempo! Rede de drogarias realiza a semana da criança com ofertas em produtos infantis

Cemig apresenta resultados da operação antigatos em Uberlândia