Após os três ataques a ônibus registrados na última quarta-feira, 25, o comandante da 9ª Região Integrada de Segurança Pública (RISP) da Polícia Militar (PM), Coronel Cláudio Vitor, falou com a imprensa a respeito dos casos que estão assustando a população de Uberlândia.

O comandante começou a entrevista falando sobre os suspeitos que foram detidos na noite de quarta-feira. Segundo o coronel, todos já possuem passagens anteriores pela polícia. Um deles, inclusive, é suspeito de ter cometido um homicídio. E com outro homem, também foram encontradas cerca de 30 pedras de crack e dinheiro trocado.

Cláudio Vitor acredita que a onda de ataques a ônibus do transporte coletivo da cidade tem ligação a atual situação do sistema prisional do município.

Continua após a publicidade

“Houve lá um rigor maior, como tem que ter no sistema prisional, com relação à questão das visitas. Houve um caso de um preso que foi baleado dentro do sistema. São situações que podem refletir aqui fora. Não estou afirmando que isso é o principal fator, mas tem relação com o que ta acontecendo”, disse o comandante da 9ª RISP.

Por fim, o coronel disse que a PM continuará a reforçar os patrulhamentos nas ruas para tentar coibir novos ataques e que a corporação estará pronta para possíveis confrontos com criminosos.

“Provavelmente vai acontecer, nós vamos ter enfrentamento aqui. E se tiver enfrentamento, pode ter certeza que quem vai tombar, vai ser o marginal”, disse.

Saiba Mais

Criminosos invadem ônibus, retiram motorista e passageiros e ateiam fogo, em Uberlândia

Uberlândia registra quarto caso de ataque a ônibus do transporte público

Novo ônibus do transporte público de Uberlândia é incendiado no Bairro Laranjeiras

Três ônibus do transporte público de Uberlândia são atacados no mesmo dia; PM prende suspeitos

Informações: Rodrigo Silva


Comments are closed.