A Polícia Federal de Minas Gerais concluiu inquérito policial em que foi identificado um grupo criminoso que pretendia enviar cocaína para Portugal.

A droga seria encaminha em bagagem despachada por membros do grupo criminoso em voo originários do aeroporto internacional de Confins, na região Metropolitana de Belo Horizonte.

Até o momento, foram identificados dois brasileiros que compõem o grupo.

Continua após a publicidade

As investigações tiveram início no último dia 8 de agosto do ano passado. Nesta data uma brasileira foi presa em flagrante  pela PF no aeroporto de Confins.

Ela portava pouco mais de dois quilos de cocaína no momento em que embarcava em voo internacional com destino à cidade portuguesa de Faro.

Depois foi identificado um brasileiro que auxiliou a brasileira nos atos preparatórios e a acompanhou até o embarque, transportando a mala na qual foi ocultada a droga.

Os investigados foram indiciados pela prática do crime de tráfico internacional de drogas, passível de pena de reclusão de três a 20 anos.

O inquérito policial será enviado à Justiça Federal e ao Ministério Público Federal para que seja promovida a ação penal pertinente.


Comments are closed.