Gutierry Alves Almeida negou a autoria do crime / foto: PMMG

CAPINÓPOLIS, MINAS GERAIS – A Polícia Militar (PM) prendeu o jovem envolvido em briga que resultou na morte de um homem de 49 anos na última sexta-feira (27) em Capinópolis. Gutierry Alves Almeida, 27 anos, estava escondido em uma casa no bairro Ideal e foi preso pelos militares por volta das 15h20 deste domingo (29) de abril.

Os militares chegaram até o suspeito após denúncias anônimas. De posse das informações, a equipe da PM planejou a captura do suspeito, que não apresentou resistência.

Aos militares, Gutierry Alves Almeida negou a autoria do crime. Segundo relatos do suspeito, ele teria ido ao bar na companhia do sogro e no local,  Alberto Henrique Fernandes, 49 anos, teria dito para que ele pagasse o que devia ao sogro ─houve troca de acusações e ele teria esbarrado na garrafa de cerveja de Wandislay Luiz, 42 anos, que estava no meio fio.  Wandislay ─conhecido como ‘padeiro’ ─ teria tentado golpear Gutierry com um objeto pontiagudo, momento em que ele teria se armado com um canivete que estava na cintura e empurrado Alberto ─que caiu ao solo ─ e golpeando o Wandislay no abdômen.

Continua após a publicidade

Ainda de acordo com a versão de Gutierry, não teria sido ele que golpeou fatalmente Alberto Henrique, uma vez que, era agredido por ele e por Wandislay.

O crime ocorreu no início da noite da última sexta-feira (27), em um bar na Rua 108 com a avenida 107. Wandislay Luiz ─dono do bar ─ está internado em Ituiutaba.

A Polícia Militar de Capinópolis fazia intensos rastreamentos em busca do suspeito desde a comunicação do homicídio. Segundo o comandante do 5º Pelotão PM de Capinópolis, Tenente Daniel Santos, os militares trabalharam incessantemente. “As equipes, desde a hora do anúncio do homicídio, se empenharam até lograr êxito na captura do suspeito, que estava homiziado em uma casa no bairro Ideal”, disse o comandante ao Tudo Em Dia.

O crime será investigado para confrontar as versões do crime.


Comments are closed.